Viagem de Verão em Direto 2016

Acompanhe os nossos relatos diários desta série aventura

Viagem de Verão em Direto 2016

Acompanhe os nossos relatos diários desta série aventura

Viagem de Verão em Direto 2016

Acompanhe os nossos relatos diários desta série aventura

Viagem de Verão em Direto 2016

Acompanhe os nossos relatos diários desta série aventura

Viagem de Verão em Direto 2016

Acompanhe os nossos relatos diários desta série aventura

UM ESPAÇO CHEIO DE CARÁCTER


O En Design Studio, de Israel, foi o estúdio responsável pelas intervenções estratégicas feitas neste novíssimo apartamento interior, intervenções essas que garantem um carácter original e jovem ao espaço. Localizado nos arredores de Tel Aviv, inserido num bloco de 21 andares em Ganei Tikva, o apartamento agora inclui uma cozinha actualizada, uma divisão de design personalizado e um viveiro.



Os designers da En Design Studio, Eran Naim e Ori Donitz,  aproximaram-se desta renovação através da criação de uma base neutra e adicionando cores e texturas através da decoração. Uma das exigências do proprietário foi para quebrar as normas comuns que os novos apartamentos receberam, querendo um espaço com carácter e não um espaço comum.



Uma característica chave do apartamento de 130 metros quadrados, é uma partição do chão ao teto feita de uma mistura de caixas de madeira, molduras de ferro preto e vidro modelado translúcido. Os designers adicionaram este recurso, a fim de criar uma separação parcial entre a entrada principal e a cozinha, que leva para a sala de estar num arranjo de plano aberto. Bem como a criação de uma área de entrada que é essencial no espaço de estar, uma vez que a partição fornece prateleiras extra para a cozinha.



Os quarto incluem um viveiro com prateleiras em caixas em forma de casas e papel de parede impresso com pequenos triângulos. Há também uma sala de jogos onde a característica principal é a parede pintada como tinta de lousa.

GROVEMADE SPEAKERS


A Grovemade fez uma parceria com o designer Joey Roth para a criação de um novo conjunto de colunas de secretária. Como é habitual com a Grovemade, a madeira é o material de escolha para vestir a tecnologia.



Construído a partir de maple sólido e nogueira, estas colunas possuem um megafone e um amplificador de 2x25W emparelhado de duas polegadas imprescindíveis no projeto. As conchas de madeira são projetadas em casa pela Grovemade, fabricado a partir de uma peça sólida de madeira com uma mãozinha do Fusion 360 software da Autodesk. A partir daí, os pedaços de madeira são lixados para finalizar as suas formas e dadas duas demão de óleo para selar a madeira.



As colunas são acabadas com bases de aço inoxidável cobertas em couro, a fim de esconder qualquer hardware e fornecer um amplo suporte de pé. A venda é feita on-line no site da Grovemade.

FLORENCE, UMA DIVA FORA DE TOM


É já para a semana, no dia 1 de setembro, que chega às salas de cinema o filme que conta a história verídica da lendária Florence Foster Jenkins, uma socialite e herdeira nova iorquina que perseguiu de forma obsessiva o seu sonho de se tornar uma grande cantora lírica.


Com realização de Stephen Frears e interpretação de Meryl Streep no papel da cantora americana que se tornou famosa nos anos 40 como pela sua falta de dotes a cantar ópera, tanto no dom artístico, como na voz e total inabilidade para o canto, mas também porque determinou que havia de tornar-se numa nova Maria Callas. Tal o disse como o fez, levando a público esses seus “talentos” num concerto no famoso Carnegie Hall.


Se quando cantava, a voz que ouvia na sua cabeça era bonita, para todos os outros tratava-se de uma experiência horrível, mas hilariante e é essa mesma experiência que pode ver nos cinemas já na próxima semana. Mais do que uma comédia sobre o absurdo, uma pungente lição de dedicação, amor e abnegação, na qual Meryl Streep volta a provar que não é apenas uma das melhores atrizes dramáticas de Hollywood, mas que também domina de forma ímpar o registo de comédia.

LOUIS VUITTON BY MARC NEWSON


A Louis Vuitton lança uma inovadora gama de trolleys para o viajante do século XXI, desenhada por Marc Newson. A mala tem, na sua essência, um novo tipo de composto de polipropileno auto-reforçado, representando a sua estrutura, moldada numa matriz de rede de várias camadas.


As suas características excepcionalmente finas, leves e elásticas permitem amortecer o impacto. O emblemático Monogram da Louis Vuitton, feito em tela foi expressamente desenvolvido para esta bagagem num novo formato ultraleve – uma redução de quase 50%, sem comprometer as características originais. A pega extensível de alumínio anodizado foi transferida para fora da mala, acrescentando estrutura e força e aumentando substancialmente todo o valioso espaço de arrumação interior e removendo completamente as saliências e sulcos indesejados, normalmente associados aos mecanismos internos de pega, deixando assim espaço útil no seu lugar.


Tal como num dos históricos baús Vuitton, os seus cantos e alças estão revestidos com pele natural, desenhados para oferecer o máximo conforto quando em uso e um volume mínimo quando arrumado.
Os 18 meses de desenvolvimento resultaram num aumento de 15% do volume interno, quando comparada com uma mala de tamanho similar com a tradicional pega interna, e uma capacidade sem precedentes de 37kg no tamanho de cabine. Leve, forte e resistente, este trolley pesa uns meros 2.7kg para a versão 50cm e 3kg para o tamanho de cabine – excluindo os elementos internos.


Os trolleys fazem-se acompanhar de uma capa protectora para uso durante o check-in, uma tira interior removível em forma de X e uma divisória também removível em malha de rede. Foi criada uma linha especial de acessórios que inclui uma pasta com uma alça especial para anexar ao trolley, uma capa acolchoada para proteger o computador, uma bolsa de acessórios, um conjunto de duas bolsas laváveis para sapatos e um porta fatos. A etiqueta de bagagem e a bolsa de acessórios podem ser personalizadas.

SCULPTURAL MINIMALISM


O estúdio de design dinamarquês Kristina Dam, baseado em Copenhaga, criou cabides e prateleiras de livros minimalistas baseados na intersecção de formas geométricas. As peças fazem parte da coleção Sculptural Minimalism, que é composta por móveis e artigos para o lar descritos como tendo uma expressão escandinava e uma arquitetura distinta.



Da coleção de aço-moldado, o depositário de livro é uma única prateleira formada a partir de dois prismas quadrados. O primeiro quadro senta-se sobre a superfície, enquanto o segundo fica em cima numa inclinação de 45 graus. Também feito a partir de aço, o cabide de grade dispõe de um único quadro na forma de um prisma rectangular. É cortado por uma prateleira de aço, na parte de baixo para sapatos, e tem um trilho único que fica nivelado com a parte superior do quadro para pendurar roupas.



A coleção também inclui iluminação, castiçais, vasos de grés e uma série de "mesa esculturas" em pedra, mármore, madeira e latão. Ao mesmo tempo, o estúdio vai lançar alguns modelos da sua coleção de 2015 em novos estilos, incluindo uma variação da Cube Table com um tampo em mármore cinza de Portugal.