MAIS UMA VIAGEM DESENHADA POR NÓS

Desta vez foi só uma Escapadela Rápida a Budapeste!

TOM DIXON DESENHA HOTEL EM PARIS

Já conhecem o novo hotel desenhado pelo Tom Dixon?

E O MELHOR RESTAURANTE DO MUNDO É ...

E o Belcanto português sobe aos melhores do mundo!

A NOVA BENETTON

Castelbajac revoluciona a marca ...

BERSHKA RACING STYLE


Chega este mês às lojas da popular marca Bershka a última cápsula do Verão 2019: a Racing.

Esta cápsula inspira-se no universo dos circuitos motorizados para criar padrões e prints com motivos automóveis, mas com peças de design estilizado e descontraído.


Tshirts, camisas de manga curta, hoodies ou calças, coletes ou caps, são apenas algumas das peças desta linha Racing, que foi criada para trazer velocidade aos momentos de relaxe deste verão.

É mais uma cápsula que esta marca lança sem medo de arriscar, e trazendo novidade ao mercado do Fast Fashioan, normalmente normalizado e padronizado.




ESCAPADELA ATÉ AO MÉDIO TEJO | STAYOVER FÁTIMA TOMAR - DIA 2


Ontem começámos a desvendar um itinerário que nos leva numa breve e rápida escapadela ao território do Médio Tejo, esse território do centro do país que concentra num território bastante pequeno, várias jóias escondidas do nosso país.

No segundo dia acordamos no clássico Hotel dos Templários depois de uma noite descansada e passada num verdadeiro e muito cómodo hotel de quatro estrelas. Assim, é com energias renovadas que o segundo dia desta escapadela até ao Médio Tejo começa. E assim, depois de fazer check out do conhecido hotel tomarense, sugerimos voltar à estrada e rumar até ao primeiro dos destinos deste dia.


A pouco mais de 20 minutos está o nosso destino: o Fluviário da Foz do Zêzere. Este pequeno equipamento é um bom começo para o nosso segundo dia de visitas. Dedicado aos peixes do rio Tejo e Zêzere, este fluviário concentra num conjunto de aquários uma fauna fluvial que poucas vezes se consegue ver.

Se a curiosidade desta visita é grande, menor não é o interesse da cidade de Constância, onde se situa este Fluviário. Assim depois da visita ao templo da fauna do rio, propomos que passeiem junto às margens do Rio Zêzere, e possam apreciar a belíssima paisagem desta cidade e do rio.


Depois de um passeio em Constância, é imprescindível voltar ao carro, e rumar até àquela que é considerada a aldeia ribeirinha mais bela de Portugal: Dornes.

É aqui que propomos que se almoce, nomeadamente (e se conseguirem) um arroz de lagostim do rio, que é uma das especialidades da zona. Estes lagostins, criados na barragem de castelo de bode (cuja albufeira chega à aldeia de Dornes), tornaram-se num dos produtos mais gourmet de toda esta região, tornando-se assim portanto um petisco obrigatório neste almoço em Dornes.


Depois de um bom repasto de cozinha tradicional portuguesa, é altura de explorar a aldeia. Dornes é uma das aldeias mais belas de portugal, pois situa-se uma península rodeada de água da albufeira da barragem de Castelo de Bode.

Desde a sua capela tão românticamente situada no topo da colina, até à sua torre sineira templária, passando pelos centros de desportos fluviais, há um conjunto de passeios e actividades disponíveis que vão de encontro ao gosto de todos. Mais radicais ou mais tranquilas, esta é uma aldeia cheia de alternativas para um início de tarde bem passado.


Mas o final da tarde sugerimos que seja passado noutro dos ex-libris da região: o Museu dos Caminhos de Ferro. Situado em pleno entroncamento, este Museu junta deste o mítico combóio presidencial, até locomotivas e carrugens mais antigas ou mais modernas.

Este é o final da nossa Escapadela até ao Médio Tejo, que aqui partilhamos e que vos fará descobrir monumentos incríveis, locais de uma beleza arrebatadora, equipamentos museológicos muito curiosos e cidades e aldeias únicas e que merecem esta escapadela. Descobrimos isto tudo graças ao Programa Stay Over Fátima Tomar, e ainda bem, porque agora podemos partilhar aqui convosco, estas pérolas do centro do nosso país, tantas vezes esquecidas, e que nesta época de verão, pode ser uma excelente alternativa para quem ainda não está de férias, mas já precisa de uns dias de descanso!

ESCAPADELA ATÉ AO MÉDIO TEJO | STAYOVER FÁTIMA TOMAR - DIA 1


Tal como revelámos esta semana, este fim-de-semana é dedicado a um novo programa que proporciona experiências bem especiais a todos os seus aderentes. Se antigamente acumular milhas era algo exclusivo das companhias aéreas, agora o programa Stay Over Fátima Tomar acumula pontos por cada estadia ou refeição paga em cada um dos alojamentos e restaurantes aderentes.

Assim nós fomos espreitar o que seria bom de fazer dentro do âmbito deste programa, e descobrimos um mundo novo bem perto de Lisboa de experiências e de surpresas bem guardadas no território da comunidade intermunicipal do Médio Tejo. Antes de começarmos com as nossas sugestões para um fim-de-semana nesta zona tantas vezes subvalorizada, importa esclarecer que este é um território que junta alguns municípios ribatejanos e outros beirões, o que cria um misto de identidade rica, interessante e bastante transversal.


Mas comecemos então com a nossa proposta de escapadela nacional, até ao Médio Tejo. A nossa primeira sugestão é que saiam dos trabalhos na sexta à tarde, passem por casa a apanhar as malas de fim-de-semana, escolham um bom restaurante que fique a caminho para jantar pausada e calmamente e rumem até uma autêntica surpresa escondida num dos lugares mais improváveis de portugal: o Hotel Estrela de Fátima.

Situado em plena cidade de Fátima, mesmo junto ao santuário, este hotel é um autêntico refúgio nesta cidade. Sendo que é a recuperação de um hotel já antigo, a intervenção feita deixou o seu exterior em bom estado, mas com a sua forma original, mas no seu interior criou uma autêntica revolução. Com design, bom gosto, sem ignorar o local turístico onde está, mas não fazendo deste um conjunto de clichés, este hotel é uma boa hipótese para a vossa primeira noite, e assim começar esta escapadela de fim-de-semana, com bom design e uma boa remodelação interior.


Mas depois de uma noite bem dormida, e de um pequeno almoço bem servido, a nossa primeira sugestão é dedicar umas horas da manhã a visitar o santuário de Fátima. Quer sejam católicos, quer sejam apenas crentes ou curiosos, este é um local muito especial.

Quer seja pelas energias que concentra (para quem acredita em tais coisas), quer seja pelas duas obras de arquitetura notáveis que se pode visitar (as duas basílicas são edifícios de uma arquitetura inquestionavelmente notável), a visita ao santuário, pela manhã e com poucas pessoas, pode ser uma excelente alternativa para começar a conhecer este território no centro do nosso país.


Depois de uma visita ao místico santuário, continuamos com esta mística que nos vai orientar todo o dia e  a nossa sugestão é que rumem às grutas mais famosas de Portugal: as Grutas de Mira de Aire. Situadas bem no coração da serra com o mesmo nome, a pouco mais de 20 minutos do santuário, está um dos monumentos naturais mais impressionantes em Portugal.

Estas grutas são uma paisagem natural bastante diferente, grandiosa, estranha e magnética. A paisagem subterrânea é algo novo ao nosso olhar. Estalactites e estalagmites sornam-se em elementos naturais escultóricos e a constante presença da água (quer fisicamente, quer em som), faz deste um local mágico e absolutamente perfeito para este dia dedicado a explorar o misticismo do Médio Tejo.


Mas quando acabar a visita às grutas, já deve estar na ora do almoço, por isso a nossa sugestão é voltat à estrada e rumar ao restaurante Loreto, em Vila Nova da Barquinha. Este restaurante, localizado na lezíria mesmo à beira Tejo é o local perfeito para o primeiro almoço da região.

Relaxadamente, mesmo ao lado do restaurante está a nossa próxima sugestão: o parque de esculturas ao ar livre de Vila Nova da Barquinha. É um excelente programa para relaxar e dar um passeio tranquilo pelas margens do Tejo logo a seguir ao almoço. Aqui conseguem-se ver obras de nomes tão fundamentais como Alberto Carneiro, Xana ou Joana Vasconcelos, tornando-se assim um passeio cultural, simpático e muito tranquilo.


Mas depois de um passeio pelo parque, é hora de ir visitar um dos locais mais emblemáticos de Portugal: o Castelo de Almourol. Localizado numa ilha em pleno rio tejo, este castelo é talvez uma das imagens mais icónicas dos castelos portugueses.

Altaneiro, misterioso, este monumento nacional é acessível de barco e a aproximação à ilha é uma verdadeira sessão de fotografias para o instagram ou para mais tarde recordar. Digno de um postal este local é incrivelmente belo, e com a majestade deste monumento, absolutamente incontornável na visita ao Médio Tejo.


Mas não se podem distrair com as horas, pois há ainda mais uma visita a fazer neste primeiro dia desta nossa escapadela: o Convento de Cristo de Tomar. Neste dia dedicado ao misticismo do centro, o Convento de Cristo de Tomar é uma visita obrigatória.

Com a sua igreja em forma de charola, numa cópia do mítico templo de salomão de Jerusalém, este convento é um dos mais antigos monumentos em Portugal, classificados como Património Mundial pela UNESCO. A sua importância reside na sua igreja central, mas também no seu claustro maneirista, ou na sua janela manuelina. A cada esquina este monumento deslumbra e conquista qualquer visitante. Depois de quase 20 anos de obras de recuperação, este monumento está finalmente totalmente livre de andaimes e de obras de recuperação, tornando-se assim no perfeito  local para um final de dia de visitas a esta região.


Mas porque esta região é rica em boas unidades hoteleiras, sugerimos que esta segunda noite seja passada no clássico Hotel dos Templários. Este hotel situa-se na cidade de Tomar e encontra-se totalmente remodelado, com todas as comodidades contemporâneas. E o facto de se localizar mesmo junto ao centro da cidade permite que a ida para o jantar num dos restaurantes do centro.

A nossa escolha foi o moderno Abrigo das Almas, cuja gastronomia local, mas com um toque moderno, nos deixou curiosos, e satisfeitos. Depois de jantar, é altura de passear pelo centro da cidade, explorar os pequenos bares e cafés que animam o centro histórico e fazem deste passeio nocturno um ponto final deste primeiro dia perfeito!

NESPRESSO SUMMER 2019


É altura de nos rendermos ao verão e portanto a Nespresso traz para as suas lojas duas novas edições limitadas mesmo a pensar nisso: a coleção Over Ice com o Long Black e o Flat White.

Estas duas novas cápsulas juntam cafés de origens muito seleccionadas (Perú e Etiópia no caso do Long Black e Índia e Etiópia no Flat White) com aromas bastante distintos (coco e caramelo no Long Black e no Flat White, respetivamente) para conseguir fazer cocktails bastante frescos à base de café.


Se um (o Long Black) é mais leve e aromático, menos encorpado e mais suave, perfeito para beber com gelo e água com gás (e fica delicioso, pois já o provámos), outro é mais encorpado, com notas torradas, tornando-o perfeito para misturar com leite gelado. Perfeito perfeito é juntar a estes cafés um pouco de limonada, e gelo e consegue-se assim uma proporção perfeita de sabor, frescura e sofisticação. A esta receita criada pelos baristas da Nespresso, a marca chamou o Lemonesso.

E sim, já provámos todas as misturas, e são perfeitas, ou não estivessemos a falar da nova edição limitada da nossa preferida Nespresso!

RENOVAÇÃO URBANA EM BOM


A moda da renovação de prédios antigos e a sua transformação em casas unifamiliares está aí e em força. De Norte a Sul do país, muitos pequenos prédios urbanos estão a tornar-se grandes casas unifamiliares, com qualidade arquitetónica e construtiva. Um bom exemplo desta nova moda é esta Casa Campo Lindo no Porto, desenhada pelo atelier do arquiteto Pedro Ferreira.

Aqui um prédio urbano de dois pisos deixou de ter várias frações e passou a ser uma única moradia urbana unifamiliar. Com o respeito absoluto pela pré existência no exterior (quer em termos volumétricos, quer em termos formais), este projeto torna-se uma verdadeira surpresa de arquitetura de fusão no seu interior.





Chamamos-lhe arquitetura de fusão, porque graças à mestria do seu arquiteto o antigo tornou-se novo e o novo tornou-se uma tela em branco que deixa o antigo brilhar. É com esta postura criativa que portadas ou balaustradas, ombreiras ou soalhos, se tornam nos elementos de personalidade do espaço mais proeminentes, reinventando assim uma personalidade espacial e arquitetónica antiga, mas com uma alma contemporânea.

É uma obra de renovação urbana, em bom sim senhor ... e como é bom, nós gostamos e partilhamos!






Fotos: João Morgado