FLORESTA NEGRA DE DESIGN

Nova estação, nova decoração!

A MODALISBOA DO PRÓXIMO VERÃO

Vejam os nossos destaques para a próxima estação.

VALLI X H&M QUASE A CHEGAR

Já conhecem as principais peças?

ARQUITETURA PORTUGUESA

Muito boa, concerteza ...

O BRUNCH DO DANO'S


Os brunch’s vieram para ficar. São a nova moda de domingo e, sem dúvida, conquistaram lugar nas agendas de grupos de amigos ou mesmo de famílias.

O Dano’s, na Quinta do Lago, em Almancil, dá-lhe agora a oportunidade de criar a refeição perfeita com um menu à la carte que inclui todos os seus pratos favoritos. Desde deliciosas panquecas a saudáveis taças de frutas com iogurte e granola, passando ainda por croissants e muffins amanteigados e recheados que acompanham a seleção de bebidas habituais: café americano, batidos ou até um Bloody Mary.



Além de possuir os brunches mais saborosos do Algarve, o Dano’s é o primeiro sports gastro restaurante bar do resort. É um espaço repleto de luz com móveis sumptuosos, ornamentos desportivos vintage e detalhes portugueses.

Se Lisboa e Porto têm muitos brunchs ... agora no Algarve há o Dano's ... e não fica atrás de nenhum das grandes cidades!


ESPECIAL FIM DE SEMANA EM TENERIFE | DIA 1


Como sabem gostamos bastante de viajar, e não dispensamos umas viagens curtas no meio dos meses para aliviar a carga de trabalho e o stress do dia a dia. Assim, no feriado passado do 1 de Novembro fomos aproveitar um dos novos destinos deste ano da TAP: Tenerife.

Esta ilha situada em pleno arquipélago espanhol das Canárias, fica mais abaixo da Madeira e por isso tem temperaturas e um clima, bastante mais quentes do que a nossa ilha paradisíaca da Macaronésia (área geográfica da Madeira, à qual as canárias também pertencem).



Foi com bom tempo no horizonte e previsões de temperaturas entre os 23 e os 30 graus centígrados que nos metemos no avião em Lisboa para depois de um voo de pouco menos de três horas, chegar a este paraíso à beira da costa africana, em pleno Oceano Atlântico.

Depois de recolher malas e de apanhar o carro que alugámos, rumámos até ao alojamento que escolhemos: a Casa Rural de Arona. Diga-se que Arona é uma pequena e tranquila vila nas montanhas que rodeia a frenética e muito turística Playa de Las Américas (o principal hub turístico da ilha). Assim é a pouco mais de 10 minutos da grande agitação que se encontra o paraíso desta Casa Rural. A casa é linda, antiga, com um estilo rústico de casa da aldeia, mas muito bem recuperada e os pátios têm jardins de cactos e suculentas absolutamente lindíssimos. O ambiente da casa é familiar, a descontracção e a calma reinam e a decoração minimal e as paredes brancas em contraste com as madeiras do mobiliário, fazem de todo o ambiente algo muito relaxante e bastante sereno.



Mas como já era hora de almoço deixámos as malas nos nossos quartos e fomos até ao primeiro destino do dia: o Guachinche El Cordero. Este autêntico templo de gastronomia popular, situa-se a pouco mais de 20 minutos de carro da Casa Rural e é um imenso espaço coberto, com plantas enormes que fazem a magia do espaço (transformando todo o ambiente num imenso jardim) onde a agitação e o profissionalismo do empregados, transformam num restaurante muito eficiente e perfeito para o ponto de partida deste nosso fim-de-semana em Tenerife.

Este restaurante é enorme e serve uma multidão de clientes, mas por incrível que possa parecer, tudo acontece muito eficiente e rapidamente. Assim chega à nossa mesa em poucos minutos, as deliciosas iguarias canárias que pedimos. Pedimos apenas tapas, mas a casa tem uma extensa carta de grelhados também ... e é aqui que começamos a perceber que o Coelho é uma das iguarias locais. Claro que não conseguimos resistir ... e estava tudo Absolutamente Maravilhoso. Mas o melor ficou guardado para o final: a conta bastante económica.




Ora depois deste repasto absolutamente digno de um bom almoço gourmet em versão popular e ambiente de férias, seguimos o nosso percurso para o Parque Nacional do Teide. Este parque natural situa-se em torno do vulcão que se ergue magestaticamente no centro da ilha, como que de um marco no meio do oceano se tratasse.

Pela altitude, pela composição do solo (paisagem absolutamente de rochas vulcânicas) e pela falta de água que reina nestas paragens, a paisagem e absolutamente bela. O seu carácter tectónico, as suas cores de castanhos e amarelos, e a sua austeridade em termos de vida natural, contrastam em absoluto com o mar e o céu azul que se descobre em cada perspectiva. Com uma estrada difícil (por ser cheia de curvas), mas absolutamente mágica, toda a nossa tarde (até ao anoitecer) foi passada neste ambiente quase lunar, com um quê de estranho e exótico, mas deslumbrante na sua dimensão e na sua estética rigorosa e brutalista. Este é um passeio absolutamente obrigatório, que pela sua beleza e pelo seu explendor, é um absoluto must go em Tenerife.




Mas depois de subir a mais de 3500m de altitude e depois de descermos, decidimos que era hora de fazer um passeio nocturno (e antes de jantar) na capital da Ilha - Santa Cruz de Tenerife.

Esta é a maior cidade da ilha e é uma cidade portuária com um pequeno centro histórico, não muito conservado, mas com bastante movimento nocturno, ora não fossem os 23º que se faziam sentir às 20h. Assim as esplanadas estavam cheias e o comércio, junto à Plaza de España, está todo aberto até mais tarde. Foi aqui que demos um passeio antes de jantar e vimos por fora alguns dos edifícios notáveis da cidade, com destaque para a discreta, mas bela Igreja de São Francisco de Assis (uma autêntica jóia no meio do agitado centro histórico).



Mas de volta à região Sul da ilha (onde fica a nossa Casa Rural), parámos para jantar na muito aclamada Tasca Tierras del Sur. Há quem diga que este é um dos melhores restaurantes autênticos da ilha e foi com muita sorte que, sem marcação, conseguimos uma mesa para jantar, pois estava todo o restaurante reservadíssimo há meses, informou-nos o simpático dono quando chegámos ("mas como tive uma desistência e como são portugueses, eu vou arranjar-vos uma mesa" ... e assim foi).

Situada na pequena vila de montanha Granadilla, este templo da gastronomia canarina é super discreto por fora, mas por dentro tem na sua decoração rústica sofisticada um dos seus grandes trunfos. Mas o principal trunfo é o menú e a carta de vinhos locais. Este foi um jantar ais sofisticado do que o almoço, com um milfolhas de bacalhau e um flã de tomate e basílico a arrebatarem o destaque das tapas que pedimos. Foi um jantar exemplar, e que mais uma vez surpreendeu pela positiva na hora da conta, pois voltou a ser bastante acessível para a excepcional qualidade que tem o restaurante (um pouco mais caro do que o almoço, mas igualmente acessível, e a comida servida era verdadeiramente gourmet).

Foi assim que terminou o nosso primeiro de dois dias em Tenerife, com calor e frio (quando subimos ao vulcão), com excelente comida e paisagens lindíssimas. Foi um dia em grande ... e amanhã promete ainda mais!

UM STAND COM DESIGN


A marca Lexus é conhecida pela sua aliança ao Design e à arte. Ora respeitando esse alinhamento da marca o stand da Lexus em Faro, desenhado pelo atelier Rarcon, é uma autêntica obra de arquitetura futurista e artística.

No seu exterior, o stando tem uma forma bastante monolítica, mas com uma mofologia muito futurista, graças à sua cor cinza antracite, e aos diversos cortes aeridinâmicos que o paralelipípedo base da forma sufreu, o aspecto final é muito captivante.





Mas se o seu exterior é monolítico e cinza, o seu interior é altamente fluído, branco e traz o dinamismo da linha curva para a equação. Nos interiores há uma sensação de movimento, o que engrandece e potencia o design dos carros da marca.

Marca-se uma imagem de design no exterior e cria-se um ambiente de dinamismo no interior ... é algo que gostamos nesta obra de arquitetura que nos chega do Algarve e fotografada pela lente do olhar atento do fotógrafo Ivo Tavares.






Fotos: Ivo Tavares

7 MARAVILHAS DA CULTURA POPULAR


As novas 7 Maravilhas deste ano de 2019 foram lançadas hoje e são surpreendentes. O tema deste ano é a Cultura Popular.

Eleger as 7 Maravilhas de Portugal é cada vez mais um ato emotivo, uma tomada de posição sobre quem somos, de onde vimos e o que criamos. O património cultural imaterial, a marca da terra, a preservação da criatividade do nosso povo e a capacidade que o país tem de inovar e de se reinventar nas suas tradições são cada vez mais fatores distintivos nas eleições 7 Maravilhas.



Assim este ano, nesta cultura Popular, elegeram-se várias categorias, entre as quais Artesanato, Lendas e Mitos, Festas e Feiras, Músicas e Danças, Rituais e Costumes, Procissões e Romarias e Artefactos, demonstrando assim a riqueza deste território e a valorização da sua cultura imaterial também.

É um tema muito interessante que vai trazer para a ordem do dia a identidade cultural de terras e regiões, e no seu conjunto valorizando a identidade e a cultura portuguesa!

TEFAL É BOM E ARRUMA-SE BEM


A arrumação de tachos, frigideiras e panelas numa cozinha é sempre uma confusão. Mas agora já não é preciso ser assim, pois a Tefal tem a linha Ingenio Expertise.

Com este novo design de tampas, pegas e modelos, todos os produtos desta linha encaixam-se de forma a arrumarem-se de forma organizada e sem ocupar muito espaço. Esta nova gama de loiças de fogão antiaderentes, versáteis e de fácil arrumação, são totalmente empilháveis para optimizar o espaço da sua cozinha.


Esta nova e inteligente linha da Tefal tem disponível 3 Frigideiras avulso, todas elas com o sistema Thermo-spot (indicador de temperatura ideal para iniciar os cozinhados), bem como um Set completo de 3 Caçarolas com pega incluída. Todos estes objetos de cozinha vêm com revestimentos antiaderentes em Titanium, para uma fácil limpeza e uma confeção com menos gordura.

É o design a jogar a favor da organização e da praticidade das nossas cozinhas ... Obrigado Tefal!


FESTIVAL DO COGUMELO DE ALCAIDE


Nos dias que correm há festivais gastronómicos em todo o portugal e para todos os gostos de pratos e ingredientes, mas este Festival do Míscaro é digno de destaque.

Nos dias 15, 16 e 17 de Novembro a aldeia de Alcaide, em pleno concelho do Fundão, recebe uma nova edição do festival gastronómico mais emblemático da região. Durante três dias, os visitantes podem conhecer toda a envolvente natural da região, estabelecer uma forte relação com a natureza e degustar as diferentes receitas de cogumelos nas cerca de 60 tasquinhas da aldeia, preparadas a rigor para a ocasião. Para além de fazerem as delícias de todos aqueles que visitam o Alcaide durante estes dias, uma destas especialidades será a vencedora do concurso de melhor prato de cogumelos do festival. A competição decorre durante todo o evento e no final, a sabedoria e experiência do júri, composto por dois chefes de cozinha e um crítico gastronómico, elegerá o vencedor.


O festival oferece um vasto programa do qual todos podem usufruir enquanto passeiam nas animadas ruas do Alcaide. Será também possível participar nos passeios micológicos, acompanhados por especialistas, como o engenheiro Ricardo Torres da Silva, a bióloga Anabela Marisa Azul e Sílvia Leão, participar num refrescante passeio na companhia dos fiéis amigos de quatro patas – Passeio CÃOgumelo, ou ainda aprender a preparar um kit de produção de cogumelos no workshop Fungi Perfect. Ao longo de toda a programação encontram-se ainda sessões de live cooking realizadas pelos vários chefs presentes: Joe Best, Tiago Martins, Duarte Batista e Flávio Silva, e a representar a geração futura, o jovem Pedro Jorge, ex-concorrente da primeira edição do Masterchef Júnior.

Sim os Míscaros do Fundão são uma delicada iguaria que começa a ganhar nome a nível nacional, e este Festival tem feito muito por isso ... e ainda bem!

SKINERIE - UMA BELEZA INTEMPORAL


A pensar na individualidade e personalidade únicas de cada mulher, Skinerie apresenta a sua coleção de maquilhagem para o outono-inverno, a Timeless Beauty Collection.

Com o final do verão à vista, começamos a preparar-nos para a nova estação que se aproxima. A pouco e pouco, os dias tornam-se mais curtos e mais frios, mas trazem consigo a magia e o brilho da época festiva. Os tons quentes do verão dão lugar a cores intensas e profundas que invadem as tendências de moda e chegam também aos melhores looks de maquilhagem. Tal como o nosso closet, também a maquilhagem pede algumas adaptações à nova estação. As opções podem ser mais arrojadas para realçar os olhos e os lábios, mas sabemos que os produtos clássicos e intemporais têm um lugar cativo nas nossas bolsas de maquilhagem e nunca nos deixam ficar mal.


Esta nova coleção, pensada para a mulher cosmopolita, apresenta três produtos essenciais de maquilhagem que contribuirão para um look elegante, sensual e feminino – eyeliner, máscara de pestanas e batom. O eyeliner e a máscara de pestanas são dois produtos transversais e versáteis que, juntos, prometem realçar o olhar e qualquer maquilhagem de olhos. Já o batom, no tom Parisian Pink, é o toque final deste look arrebatador. O seu acabamento cremoso, luminoso e rico confere-lhe o equilíbrio perfeito entre sofisticação, conforto e proteção.

É uma boa novidade esta, para a pele, para o look e para o estilo das mulheres portuguesas!




TEATRO E TRABALHO NO NACIONAL


A nova peça do Teatro Nacional Dona Maria II tem um tema muito interessante e chama-se Karōshi.

Karōshi é uma palavra japonesa que significa, literalmente, morte por excesso de trabalho. O Teatro da Cidade mergulha nela para explorar os limites do ser humano face ao trabalho nos dias de hoje, problematizando conceitos que balizam o nosso quotidiano. Esta é uma peça que vai estrear já no próximo dia 14 de Novembro (e fica em cena até dia 24) na Sala Estúdio e tem a produção do Teatro da Cidade, com os actores Bernardo Souto, Guilherme Gomes, João Reixa, Nídia Roque e Rita Cabaço.


Estabelecendo um paralelo entre o direito social ao trabalho, adquirido com o tempo, e as novas formas de escravatura a que nos sujeitamos, este espetáculo questiona a dupla condição de quem trabalha enquanto escravo de si próprio e uma miragem de um semideus: provocar os limites do corpo para se adequar à sociedade em que vive, ao sistema que lhe exige a produção rápida, eficiente, vivendo de objetivo em objetivo, muitas vezes vendo a recompensa posta em causa; a Sociedade do século XXI, que adormece no metro, nas escadas da estação de comboios, no passeio, até sucumbir completamente.

Uma peça interessante que explora uma temática que tanto nos diz a todos nós mulheres e homens contemporâneos!


O NOVO AEROPORTO DE SIDNEY DESENHADO POR ZAHA HADID


Esta é uma obra assinada pelo famoso arquiteto fundado por uma das mais icónicas arquitetas do século XX, mas cuja sua arquitetura surpreende tudo e todos: estamos a falar do projeto para o novo aeroporto de Sidney.

Falecida em 2016, este nome incontronável da arquitetura vê agora o seu estilo muito futurista e baseado em linhas curvas e formas complexas, revelado de uma forma totalmente surpreendente. O novo aeroporto de Sidney (cuja construção deve finalizar em 2060) tem formas geométricas simples e baseadas em paralelepípedos.




A surpresa causada por estas formas não lhe tira o mérito, no entanto está a causar bastante polémica a proposta arquitetónica revelada esta semana pela autoridade aeronáutica australiana. É que a simplicidade das formas contrasta em absoluto com a obra passada deste atelier de arquitetura.

É uma evolução polémica, para uma obra gigantesca!