VIAGEM DE VERÃO 2018 EM DIRETO | VOLTA AO MUNDO - DIA 3



02:30 UM VOO EXEMPLAR

A noite foi passada parte a bordo de um voo Atenas Amman, parte já na Jordânia, mas primeiramente partilhemos aqui a nossa opinião sobre a experiência de voar naquela que venceu o prémio de Melhor Companhia Regional da Europa.

A simpatia da tripulação, o serviço a bordo (de uma refeição quente), o disponibilizarem almofadas e cobertores, mesmo num voo de menos de 3h de duração e o conforto dos lugares (que só não têm o espaço de pernas do antigamente), fazem da experiência deste voo, um autêntico prazer.

Assim passámos a nossa segunda jornada aérea entre destinos da Nossa Volta ao Mundo ... e assim passámos com todo o conforto da Europa para a Ásia!






06:00 A VIAGEM ATÉ PETRA

À chegada a Amman tínhamos os nossos sorridentes motoristas - Amed e Kassam - à nossa espera, que nos conduziram por estrada até ao nosso primeiro destino do dia.

Com o conforto possível permitido pelos veículos e pelas estradas jordanas viajámos ainda de noite, durante 3h até ao nosso destino final, Wadi Musa e o seu monumento principal: a cidade de Petra.

Foi uma viagem tranquila, numa estrada que atravessou o deserto jordano de noite, mas que permitiu duas coisas: uma paragem numa pequena zona comercial nocturna bastante castiça e assistir ao nascer do sol no Deserto.

Enquanto que na primeira percebemos o que é uma zona de serviço 24h jordana, com todos os seus snacks, mas também cassetes, capas de metralhadores, nogats e café árabe (que nos acordou com completamente, por ser tão forte) e muitos camionistas jordanos que fazem as suas viagens de noite para poderem entregar produtos frescos e animais vivos, mesmo a tempo do mercado da manhã.

Já na segunda experiência a tranquilidade e a beleza das cores do céu foram absolutamente incríveis. A noite transformou-se literalemente em dia perante os nossos olhos, passando do negro a todas as cores, acabando num céu azul imaculado e que deu cor a toda uma paisagem árida e que se estende até ao final do horizonte sem nada à vista.





10:30 UMA MARAVILHA CHAMADA PETRA

Entrámos no complexo da cidade de Petra às 06:00 da manhã, ainda com ele oficialmente fechado, mas o diligente Amed, não se fez rogado e abriu o portão da Saída (que estava destrancado) e foi acordar o homem dos bilhetes e um guia para nos acompanhar a visita.

Foi o melhor que nos aconteceu, pois assim apanhámos a cidade de Petra deserta, sem as multidões que vimos a chegar quando vinhamos a sair da nossa visita. Esta visita foi absolutamente mágica pois estivemos num cenário mítico e absolutamente deslumbrante (quer pela sua escala, quer pela sua cor, quer pela sua arquitetura e a forma como esta foi feita, pelo povo Saladin, nas rochas deste antigo mar interior).

Esta é uma visita fisicamente dura, pois implica andar a pé durante muitos quilómetros (primeiro a descer, mas depois a subir), em piso irregular e com o calor do deserto a despertar. Assim a nossa escolha de ir às 6 da manhã foi absolutamente acertada e a única que nos permitiu ver uma Petra só nossa!

Lá estavam os Túmulos (nomeadamente o avassalador Tesouro, que Indiana Jones celebrizou), lá estavam os restos dos templos, lá estavam os mercados, as casas e os palácios (tudo em ruínas, obviamente) e é a sua imensa dimensão gigantesca, a beleza natural das montanhas de rocha, absolutamente nua e que percorre todos os tons de vermelhos, laranjas e areia, os camelos, burros e jordanos que tomam conta deles e o facto de estar quase deserta, que nos permite dizer sem qualquer dúvida, que esta foi uma visita digna de uma verdadeira Maravilha do Mundo.

Visitar Petra é algo que nunca vamos esquecer na vida ... porque esta visita foi tão perfeita quanto poderíamos ambicionar que fosse!


14:00 O AMMAN INTERNATIONAL HOTEL

Depois de andarmos cerca de 12km em Petra (seis sempre a descer e ainda sem grande calor na maior parte do percurso, mas os últimos seis foram a voltar tudo para trás e já com o sol do deserto a queimar a pele (e saímos de lá eram 10:30 da manhã) voltámos para Amman a dormir todo o caminho.

Assim chegamos à capital jordana, mas a nossa prioridade foi ir descansar ao hotel, porque estávamos verdadeiramente cansados, e ainda por cima o calor estava no seu pico ... e depois no final da tarde, saímos para conhecer um pouco de Amman.

Assim rumámos ao clássico Amman International Hotel, que não se situa no centro da cidade, mas situa-se convenientemente no lado da cidade junto à entrada de Petra.

Este hotel é um verdadeiro clássico com os seus lustres, as suas paredes de madeira e os seus móveis de estilo ultra clássico ... mas totalmente confortável e com uma manutenção impecável, que faz dele a opção certa para nós

Uma outra opção certa foi a de um dos nossos viajantes (quem perdeu o passaporte) ter voltado a Lisboa, pois quando chegámos ao hotel ficámos a saber que já tinha passaporte e que tudo estava resolvido. Assim sendo amanhã, ao final do dia, já estamos todos juntos novamente ... e assim, com estas boas notícias fomos descansar (uns para os quartos e outros para a piscina ... mas fomos todos descansar merecidamente)!




18:30 A TURÍSTICA RAINBOW STREET E O AUTÊNTICO SOUK NOCTURNO

Depois de descansarmos no hotel umas horas, duche tomado e arranjados com novo look, chamamos dois ubers (sim, ao contrário de Roma e Atenas, aqui existe ... e volta a ser barato e prático, como em todo o mundo o é) e rumamos à muito turística Rainbow Street.

Apesar do seu nome, esta rua nada tem que ver com o movimento gay, mas é antes uma rua cheia de locais modernos, com um estilo mais internacional, e como tal muito frequentada pelos estrangeiros que vivem, ou vêm até à cidade de Amman. Assim é aqui que se encontram algumas lojas com artigos mais contemporâneos, e é aqui que medimos pela primeira vez o pulso à capital jordana.

Depois de um breve passeio e de umas simples compras, descemos a colina onde estamos (sim a cidade de Amman também se organiza em sete colinas, tal como Lisboa) e rumamos ao souk nocturno. Aqui o ambiente já é totalmente diferente. Desde a zona das frutas e legumes, à área do calçado, passando pela roupa, electrodomésticos, brinquedos ou doçaria tradicional, a cidade moderna, internacional e sofisticada transformou-se num frenesim de gente, de carros, motas e cores, texturas e pregões em árabe.

É aqui que se sente onde estamos: numa das mais importantes capitais árabes do mundo contemporâneo e uma cidade de muitos milhões de habitantes, que na hora do calor se abrigam, mas no final da tarde saem para fazer a sua vida habitual urbana e cosmopolita.




21:15 O RESTAURANTE NO JARDIM DO ROOF TOP

A cosmopolita Amman esconde segredos no topo de alguns dos seus edifícios que nós não resistimos a descobrir e a revelar.

Assim, escolhemos o restaurante Sakeyat Addaraweesh, que se situa a apenas 15 minutos a pé do centro do souk nocturno, e que é um jardim/terraço no topo de um edifício, com umas vistas desafogadas sobre a cidade. Como nós gostamos, somos os únicos ocidentais do restaurante, mas a sua clientela e a decoração moderna chic, em versão árabe, não deixa dúvidas que estamos num dos locais da moda, aqui em Amman.

Mas o melhor ainda está para vir: com uma carta de completamente feita de delícias locais, escolhemos um verdadeiro festim de cozinha jordana ... e foi isso mesmo que tivemos. Com música ao vivo árabe (um cantor e uma cítara) que tinha o volume correto como fundo, as delícias sucederam-se. Desde um Humus absolutamente delícioso, a umas almondegas de frango incríveis, a uns estufados em potes de barro (que foram feitos em fornos de lenha e que o empregado partiu na nossa mesa e serviu em cima de um prato de barro negro em cima de brasas aromatizadas) exímios até a um Kebab divinal e acabando com umas exóticas mas absolutamente inesquecíveis folhas de videira recheadas com carne e arroz, o festim foi memorável e digno de um local de gastronomia de culto.

Foi um dia absolutamente perfeito, pois começou com Petra, continuou com um descanso num hotel excelente, seguido por um passeio por uma capital árabe única e vibrante e assim terminou com um jantar autêntico e muitíssimo bem feito, como é digno de grandes foodies ... como nós.

Por hoje ficámos por aqui ... mas amanhã as nossas aventuras continuam aqui na Jordânia e já noutro destino ... por isso ... continuem acompanhar esta nossa Volta ao Mundo ... porque ela está só a começar ... e já vai com grandes momentos vividos e partilhados com vocês!

0 Reality Comments: