VIAGEM DE VERÃO EM DIRETO 2019 | GASTRO FRANCE - DIA 10

NOTA: o relato desta viagem foi escrito em direto, mas, por motivos alheios à nossa vontade, não foi publicado em direto, pelo que pedimos desculpa aos nossos fieis seguidores.


Hoje foi dia de acordar bem cedo, pois temos mais de 850km pela frente. Assim logo pelas 8 da manhã saímos do nosso muito charmoso Hotel du Vieux Marais e fazemo-nos à estrada, deixando Paris para trás e indo em direção à nossa primeira paragem: a cidade de Meaux.

Localizada nos arredores de Paris, esta cidade, cuja importância histórica já foi muita, tal como testemunha a sua catedral, é a origem do rei dos queijos franceses: o Brie. Se há produto gourmet francês, esse é o queijo, e para os franceses, o queiio dos queijos é o Brie de Meaux.



Assim depois de um passeio pelo pequeno, mas muito bem conservado centro histórico da cidade, e depois de um pequeno almoço numa muito típica boulangerie, vamos fazer a nossa primeira visita do dia: a Maison du Brie de Meaux.

Visitar uma queijaria revelou-se uma tarefa quase impossível (pois a maior parte delas não recebem visitas e as poucas que recebem, têm horários tão apertados e tão curtos, que nenhum era compatível com o nosso percurso). Mas a escolha da Masion du Brie de Meaux dá-nos uma visão bem interessante e muito completa do que é o rei dos queijos franceses. Com uma exposição com recurso a audiovisuais e a quadros montados com objetos de época, ficamos a perceber o processo de fabrico e, mais importante ainda, ao processo de maturação e afinação deste famoso queijo. É uma visita muito interessante e que recomendamos vivamente!


Já estamos a meio da manhã quando deixamos Meaux, em direção a sul. A nossa próxima paragem é já para um almoço tardio e é na cidade de Lyon. Escolhemos o muito central bistrot L'Institution, que é uma verdadeira instituição da gastronomia lionesa.

Aqui não há dúvidas na escolha do menu. apesar de haverem pratos franceses típicos de várias regiões, a nossa preferência recai sobre as típicas salchichas de Lyon (ou como se chamam por estas bandas andouillette lyonnaise). De sobremesa, mais uma delícia: um mil folhas de alperce com chantilly. Absolutamente divina esta paragem em Lyon. Mas depois de almoço voltamos rapidamente à estrada, para rumar ao nosso destino final de hoje: Marselha.




A segunda maior cidade francesa, capital da região da Provença e Côte d'Azur, foi o nosso destino final deste dia. Depois de fazermos o check in no Moderno Euromed Ibis Centro (que, sendo um Ibis, mais parece um hotel bem superior), saímos para o nosso jantar no restaurante On Dine.


Localizado a dois passos do agitado Porto Velho, este restaurante é especializado em Peixe. Com uma esplanada muito tranquila, entre prédios habitacionais, este é um restaurante que serve até mais tarde, e que portante permite começar a jantar às 22h (o que por frança é uma raridade e que nos deu muito jeito). Aqui comemos umas lulas panadas absolutamente deliciosas, um peixe com molho de pimenta e arroz selvagem e finalizámos com um semi frio de chocolate e cerejas. Tudo absolutamente divino e que, na noite quente que estava, e com o serviço simpático e prestável que tivemos, soube ainda melhor.

Claro que depois de um dia enfiados no carro, e de um jantar tão completo quanto este, terminámos com um passeio pelo animado Porto Velho de Marselha. Aqui a animação reina, com um estilo que mistura a rua e a praça social dos países árabes, com um civismo muito francÊs. É uma mistura que quase que é exótica, mas que tem algo de familiar. Sim é um passeio nocturno muito bom este e que nos deixou cheios de curiosidade para explorar um pouco mais da cidade amanhã de manhã.

0 Reality Comments: