VIAGEM DE VERÃO EM DIRETO 2016 | AMERICAN SERIES - DIA 11


21:00 A CAPITAL DO ESTADO

Foi com muita pena que deixámos Virginia city ... mas não podíamos ficar mais tempo no mundo do faroeste puro, e portanto voltámos à estrada e rumámos ao nosso jantar: o Red's Old Grill.

Situado mesmo no centro da cidade capital do estado do Nevada - Carson City - este aintgo estábulo foi convertido num gigantesco Restaurante de Grill, tipicamente americano. Com uma locomotiva antiga lá dentro, uma carroça do faroeste pendurada do teto, e um moínho de vento no seu terraço, é o cenário ideal para jantarmos, neste dia dedicado à série Bonanza.

Foi um jantar muito bom, com umas tradicionais "Ribs", que nos deixaram deliciados o que encerrou este nosso dia ... porque para já temos de voltar à estrada para encontrarmos um Motel para pernoitar ... por isso por hoje ficamos por aqui ... mas amanhã contamos como foi esta nossa procura de um local para dormir nesta América profunda!


18:30 A CIDADE DA BONANZA

Este dia foi pensado para nos dedicarmos a mais uma série mítica: a Bonanza.

Assim, de Reno, subimos umas incríveis montanhas, e no meio delas encontramos a muito bem conservada Virginia City. Na sua rua central está concentrado todo o valor desta cidade: saloons tal e qual como aparecem na série, lojas e hotéis, iguais ao centro de qualquer cidade do faroeste ... a única coisa que falta são os cavalos e os cowboys. Mais impressionante ainda é que tudo isto é autêntico (e não construído como cenário) e está impressionantemente conservado.

Claro que parámos, bebemos uma bebida num saloon, e andámos pelos passeios de madeira, por baixo das galerias ... tal como acontece na série. Foi um momento bastante engraçado e que nos deixou muito divertidos!


16:00 A MAIOR CIDADE MAIS PEQUENA DO MUNDO

Por estradas cheias de transito e repletas de camiões (aliás uma constante desde que chegámos a Nppa Valley, e que nos acompanhou até ao final do dia), onde se circula a velocidades muito inferiores do que na Europa (nomeadamente em Portugal), atravessamos a fronteira da Califórnia e entramos no estado do Nevada.

A primeira mudança dá-se logo à entrada: há casinos por tudo quanto é sitio. Na beira das estradas, no meio do nada, nas pequenas vilas e lugares, nas áreas de serviço ... aqui casinos existem de facto por todo o lado. Assim, e porque estamos no estado com o maior número de casinos da América, rumámos à antiga capital do jogo do estado: a cidade de Reno.

Não tendo a dimensão de Las Vegas (pelo menos imaginamos, pois ainda não lá chegámos), esta é uma cidade que tem apenas como atração uma rua cheia de casinos. Com um ar ligeiramente decrépito, relativamente vintage, e um brilho baço, estes casinos atraem pela sua autenticidade e ao mesmo tempo por esta ligeira degradação, típica de quem já viveu os seus melhores dias, mas ainda conserva o seu charme antigo intacto ... só que já não tem o mesmo brilho de outros tempos!


13:30 O ALMOÇO EM SACRAMENTO

Mas porque o atraso já se fazia sentir, e porque o dia ía ser longo, decidimos seguir até à nossa próxima paragem: a cidade de Sacramento.

Esta já é uma cidade tipicamente america: muito espalhada, com um pequeno centro financeiro com torres, e com uma zona mais antiga.

Foi a esta parte mais antiga que nos dirigimos para almoçar (no Fox & Goose, 1001 R St). Mesmo depois de almoço demos uma breve volta, e percebemos que a Old Sacramente tem bastante charme. Com alguns antigos armazéns impecavelmente recuperados para lojas vintage e galerias de arte e design, e um conjunto de ruas onde pequenas casas de madeira com frondosos jardins em redor, um passeio, quer a pé quer de carro, são uma forma bastante agradável de passar uma meia hora depois de almoço.

Mas o tempo passava e tivemos de voltar à estrada.


12:30 O REQUINTADO NAPA VALLEY

Se há produção californiana conhecida mundialmente (para além dos filmes de Holywood, claro), essa é a produção de excelentes vinhos ... e a sua região mais icónica é o muito prestigiado Napa Valley. Por isso, na nossa saída de São Francisco, dirigimo-nos a esta área, e percorremos toda a estrada central do famoso vale, que liga a própria da cidade de Napa, à cidade de Saint Helena.

Todo o percurso é feito entre vinhas contínuas, pontuadas regularmente por incríveis casas e adegas. O espetáculo visual não é grandioso, mas a sua beleza é feita de detalhe e de qualidade. Cada casa é mais requintada do que a anterior, e cada marca tenta de forma sofisticada e com um bom gosto exímio, atrair os visitantes.

É um passeio incrível, e que nos deixou bastante entusiasmadso ... ao ponto de não resistirmos e termos na encantadora e luxuosa cidade de Saint Helena, para comprar a nossa garrafa de vinho de Nappa Valley!


10:00 ADEUS SÃO FRANCISCO

Foi logo de manhã, depois de acordarmos, de um pequeno almoço e de fazermos o check out, que nos dirigimos até à rentacar para levantar o nosso meio de transporte desta nossa segunda fase da viagem: a fase de road trip.

Assim e porque o dia estava bastante recheado de coisas para vermos e de milhas para percorrermos, decidimos partir logo em direção ao nosso primeiro destino do dia. Mas qualquer saída mítica desta encantadora cidade tem de ser feita por uma ponte, também ela mítica: a Golden Gate.

Portanto, mesmo não sendo a ponte que os garantia o caminho mais curto e rápido, não resitimos a um desvio que nos custou um atraso permanente ao longo do dia de mais de uma hora. Foi um momento entusiasmente, percorrer esta ponte icónica, com a nublina sobre ela, mas ao mesmo tempo com uma boa vista sobre a cidade.

Faltava-nos este símbolo da cidade nesta nossa visita ... e nós não partimos sem a atravessar!

0 Reality Comments: