VIAGEM DE VERÃO 2018 EM DIRETO | VOLTA AO MUNDO - DIA 1


07:00 UM AEROPORTO ESGOTADO

Pois o grande dia começou e portanto, e como sempre o nosso primeiro dia de Viagem de Verão em Direto, mesmo neste caso da Volta ao Mundo, tem como primeira paragem o aeroporto de Lisboa.

Assim, bem cedo, chegamos ao Aeroporto Humberto Delgado e enfrentamos aquilo que se pode qualificar como um perfeito caos. De facto ouvimos nas notícias o que se passa no Aeroporto, mas só vendo é que se tem a verdadeira noção do que é um aeroporto totalmente e completamente sobrelotado. Assim, uma chegada com uma antecipação de duas horas para um voo europeu, já com check in previamente feito e sem grandes malas para despachar (apenas uma e nenhuma com excesso de peso, apesar de algumas estarem perto do limite, ou seja ... é certo e sabido que a partir de certa altura da viagem alguns de nós que vão pagar excesso de peso) se torna numa experiência stressante, embarcar a tempo é uma autêntica missão impossível, e só a sorte de um atraso de 45 minutos na partida do voo torna possível apanhá-lo.

Mas se os atrasos se ficassem apenas pela aerogare já era mau suficiente, mas não. Depois de um embarque feito em tempo record e com uma eficiência e simpatia incrível (obrigado TAP) espera-se mais 40 minutos estacionados na placa para o avião ter autorização de partida.


14:15 CIAO ROMA

Depois de uma partida absolutamente inesquecível (pelo difícil que foi ver um aeroporto tão ineficiente, chegamos à nossa primeira paragem do Dia: Roma.

A cidade eterna recebe-nos de uma forma incrível: estão 35 graus à sombra! Claro que para sair do aeroporto procuramos a Uber, mas os preços desta forma de sair (que é barata em toda a parte do mundo) aqui são superiores aos taxis e às vans para grupos. Com espanto mas rapidamente conformados (porque "Em Roma sê Romano") apanhamos uma vn para grupos (pois somos um verdadeiro grupo de oito pessoas) e rumamos ao centro da bela cidade.


15:45 UMA FOCACCIA NO CAFÉ DO BAIRRO

É em plena Piazza di San Giovanni di Laterano que encontramos a nossa primeira paragem: o Latterano Cafe.

Este é um pequeno café de Bairro que é a nossa primeira paragem da viagem ... neste caso para almoçarmos. Aqui sentamo-nos e pedimos o que um Romano pediria num domingo ao almoço: uma focaccia ou uma pizza. E assim é a nossa primeira experiência gastronómica da viagem: bem popular, autêntica, sem turistas à volta e com sabor e qualidade, como só Itália consegue fazer.

Para acrescentar a autenticidado do momento o bar tinha umas televisões, todas elas sintonizadas no mesmo programa: o grande prémio da Hungria. Apesar de não ser o disputado no circuito de Monza, o café estava concentrado no desporto automóvel, onde a muito italiana scuderia Ferrari reina.

Sim foi uma primeira experiência autenticamente italiana de bairro.




16:30 A PRIMEIRA MARAVILHA - O COLISEU

Como sabem, a nossa Volta ao Mundo está organizada por vários elementos especiais e um deles são visitar três Maravilhas. Ora a primeira Maravilha do Mundo que iremos visitar é o Coliseu de Roma.

Este colosso é o maior testemunho de um dos maiores impérios da história mundial e é ainda o maior monumento erguido que testemunha esse berço da civilização ocidental que foi a civilização romana.

Com o bilhete pré comprado online, a entrada foi incrivelmente eficiente e rápida, tendo tido apenas um controlo de segurança (apertada) e mais nenhuma barreira à nossa entrada neste absoluto colosso romano.

A escala, a magnitude, a sua forma e o seu equilíbrio e a visita exaustiva que é possível fazer a este monumento fazem dele um ponto obrigatório de qualquer passagem por roma. Quer por dentro quer por fora a imponência da construção é impressionante e a sua beleza e equilíbrio formal são ainda um testemunho de um pensamento arquitetónico e estético que justifica o título que lhe é atribuído de Maravilha do Mundo.


18:00 O FÓRUM E O BOLO DE NOIVA

Saídos do Coliseu o nosso percurso ruma à Roma Eterna, que Fellini tão bem retratou nos seus incríveis filmes.

Assim cruzamos o fórum romano e saímos do lado da Piazza Venecia, onde está outro dos monumentos obrigatórios de Roma: o Monumento a Vitor Emanuel.

Este impressionante monumento foi erguido no princípio do século XX para comemorar o homem que unificou aquilo que hoje conhecemos como itália. Mas a despreoporção desta construção perante o seu entorno construído é tal, que mais parece um bolo de noiva, na sua dimensão e no seu estilo ultra decorativo. Aliás, assim é conhecido pelos próprios romanos.



19:00 A PIAZZA NAVONNA E OS GELATI

Sem pensar se foi a visão do "bolo de noiva", ou se foi o calor abrasador que se sentiu durante todo o dia, dirigimo-nos à icónica Piazza Navonna, onde fizemos a nossa próxima paragem: o Tre Scalini.

Esta gelataria situa-se em plena piazza e tem uma das melhores vistas sobre a mesma ... e tem outro dos "must taste" de Roma: um Gelato. Assim, e porque merecemos depois de caminharmos tanto e de baixo de tanto calor, damo-nos ao luxo de pedir gelados e refrescar-nos com um belo sabor romano.

É uma experiência que, embora já seja verdadeiramente de turista, não deixa de ter o seu encanto, pois a Piazza continua linda e o gelado soube divinalmente.


19:30 A ÚNICA FONTE DE ROMA: A TREVI

Fica a pouco mais de 15 minutos a pé (e já estamos a contar com paragens em irresistíveis lojas pelo caminho) um dos lugares mais visitados da cidade eterna: a Fontana di Trevi.

Esta pequena mas imponente fonte é o ponto onde se encontram mais turistas por metro quadrado de Roma ... e seguramente um dos top mundiais. Alguns vêm porque é bonito, outros porque é romântico, outros porque recuperam lembranças de uma proposta de casamento, de um beijo ou de uma situação passada. Todos tiram fotos, e quase todos atiram moedas para pedir o tradicional desejo: voltar à Fontana di Trevi e ser feliz até lá!

Não sabemos se é porque estes desejos se concretizam que há tantos turistas aqui concentrados em frente a este impressionante monumento, mas seguramente que a beleza das estátuas, o equilíbrio da sua proporção, a escala surpreendente nesta pequena praça e o azul do seu fundo (possível de ver porque a água está verdadeiramente cristalina) fazem deste um dos momentos mais belos da Bela Roma.

Aqui se filmou uma das cenas mais famosas do imaginário de Fellini, com Anita Eckeberg a banhar-se romântica e sensualmente na fonte ... e a magia do local ainda se sente atualmente em cada visita que se faça a este magnético local.


19:45 A SCALINATA DI SPAGNA

Mas não há visita a Roma sem visitar outro dos seus monumentos mais icónicos: a Piazza di Spagna e a sua impressionante escadaria até à Basílica da Trinita dei Monti.

Assim, foi em passo apressado (pois o tempo fugia-nos a passos largos) que nos dirigimos à Piazza di Spagna e foi aqui o nosso último momento romano desta Volta ao Mundo. Monumental, impressionante e cheia de estilo  ... assim é esta piazza romana. Pois é aqui que se situa a mítica sede da casa Valentino, é aqui que desemboca a Via dei Condotti onde se encontram as principais lojas de todas as marcas de moda italianas, e é aqui que se faz o principal evento de moda da cidade: o Sfilata a la Scalinata di Spagna.

Foi assim que deixámos Roma, e saímos pela Via dei Condotti, passando em ritmo acelerado por todas as montras da moda italiana: da fashionista Fendi à popular Dolce & Gabbana, da elitista Salvatori Ferragamo à elegante Armani, da exclusiva Alberta Ferreti à intelectual Prada, todas as montras desfilara perante os nossos olhos, nestes últimos momentos antes de voltarmos ao aeroporto para mais um voo.


02:00 A CHEGADA A ATENAS

Depois de apanharmos um taxi no final da Via dei Condotti direto ao aeroporto de Fiumicino (cujo preço está tabelado na porta), de chegarmos ao aeroporto a tempo de entrarmos sem pressas (e incrivelmente sem filas, ao contrário do que se passou de manhã em Lisboa), de fazer umas pequenas compras gourmet no free shop, e de comermos algo antes de entrar no avião, embarcamos com um timing perfeito, sem esperas ou pressas em direcção ao nosso destino final de hoje: a grega Atenas.

Se a experiência de aeroporto foi irrepreensível, o voo com a Aegean também o foi, pois o profissionalismo das hospedeiras e o cumprimento excrupuloso dos horários de partida e de chegada, bem como o fato de esta companhia deixar escolher lugares sem pagamento adicional (o que fez com que fossemos todos juntos), ainda servir refeição quente e bebidas (o que faz da experiência de voo algo muito mais agradável e relaxante) e ainda ter assentos confortáveis e com algum espaço (se bem que já não tanto como tinhamos antigamente), fizeram deste voo um momento agradável.

É na chegada que a surpresa desagradável chega ... com uma das malas (na realidade a minha) que vem toda aberta e fechada com tape castanha. Perante tal situação ligamos para o seguro de viagem da Nomads que fizemos e o atendimento é digno de cinco estrelas ... no entanto ao pedirem-nos um relatório da companhia sobre os estragos, então começam os problemas. A fila para reclamar tem dezenas de pessoas, e a confusão é total e completa (digna de um filme surrealista). Depois de hora e meia de espera chega a minha vez e o que havia a fazer era apenas pedir uma nova mala e aceitar as malas que eles têm ali para nos dar ... ou seja somos assaltados por uma pergunta: porque raio é que nos fizeram esperar hora e meia se era tão simples assim???

Passado este episódio extenuante entramos em dois taxis (pois volta a não haver Uber disponível (a aplicação reencaminha para os taxis ... o que nos deixa literalmente atónitos) e rumamos ao nosso Hotel: o muito central e excelente Vol.5. Ora quando chegamos e estamos a fazer os check ins, um de nós (que não eu, pois não podia ser tudo eu) repara que não tem o passaporte ... e começa uma nova aventura que é a seguinte: como recuperar um passaporte português (ou fazer um novo) em menos de 24h em Atenas, que permita continuar a viagem.

Amanhã o dia também é recheado de emoções, afazeres e visitas, por isso vamo-nos já deitar ... mas voltaremos dentro de horas, com mais aventuras dignas de uma Volta ao Mundo com tantas aventuras quanto as de Willy Fog ... mas disso falaremos amanhã!

0 Reality Comments: