VIAGEM DE VERÃO EM DIRETO 2015 | RUMOS DO SUL - DIA 12


05.00 A PARTIDA DO TERITÓRIO ANDINO

Depois das duas metrópoles do Sul - Buenos Aires e Santiago do Chile - encerramos esta segunda fase dos Rumos do Sul com a partida de Cusco.

Foram 4 dias de exploração e descoberta de vários dos cenários da cordilheira dos Andes. Foram três países e duas fronteiras, tudo via terrestre. Foram desertos atravessados, tempestades de areia vencidas, cidades exploradas montanhas conquistadas e maravilhas descobertas ... tudo a alta altitude e sempre com uma paixão e entusiasmo de quem descobre um novo e exótico território.

É hora de rumar mais a norte e lear estes Rumos do Sul para temperaturas mais tórridas ... assim deixamos a cidade de Cusco para trás e rumamos ao aeroporto para apanhar o primeiro de três aviões que nos vão levar ao Caribe.


09.30 A ESCALA EM LIMA

Sem grande história o voo da LAN que nos levou de Cusco a Lima permite-nos apenas afirmar uma coisa: temos muita pena de não icluir Lima nestes Rumos do Sul.

A Capital peruana (pelo menos vista de cima) tem um encanto e uma dimensão que nos deixam com bastante curiosidade para a explorar e descbrir ... mas infelizmente estamos apenas três horas em escala ... pelo que esta capital sul americana vai ter de esperar por uma próxima oportunidade ...

Para já rumamos à próxima sala de embarque ... e embarcamos.


15.50 A CHEGADA A BOGOTÁ

Foram cerca de quatro horas de voo que nos conduziram ao nosso destino seguinte: a frenética a única cidade de Bogotá.

Esta cidade, capital da Colômbia, é uma cidade com um trânsito impressionante e um espírito que está entre a tradição e o cosmopolitismo contemporâneo e internacional. Recebendo-nos com um céu azul, o encanto e o charme desta autêntica metrópole latina dos tempos modernos foi imediatamente evidente e conquistou-nos logo nos primeiros momentos.

Bogotá vai ser uma surpresa que vamos descobrir brevemente ... mas que vai valer a pena.


19.00 O HOTEL COM O MORDOMO

Depois de quase uma hora no trânsito para chegar ao nosso hotel, entramos num dos edifícios históricos do mítico bairro da Candelária: o The Orchids Hotel.

Este pequeno e muito particular hotel, tem o savoir faire de uma clássica instituiçao hoteleira, mas com a qualidade de atendimento e de ambiente de um hotel de apenas 8 suites. Instalado num palácio antigo, a traça interior e a sua decoração tornam-no numa referência de espectacularidade contida e de luxo discreto.

O toque especial é dado quando cada quarto tem direito ao seu mordomo ...


21.00 O JANTAR MAIS DIVERTIDO DE BOGOTÁ

Pouco foi o tempo que tivemos para gozar o hotel, porque cerca das 20.00h tivemos de sair em direção àquele que é o mais famoso e mais especial restaurante de Bogotá: o Andrés DC.

Este espaço é um imenso restaurante de cinco pisos, onde o conceito do céu ao inferno orienta toda a sua decoração, ambiente, gastronomia e animação. Nós escolhemos o urgatório ... só porque queríamos o melhor dos dois mundos ... e tivemos! Uma cozinha de qualidade, uma animação imparável e muito divertida e uma noite onde a salsa, o merengue e os ritmos latinos nos fizeram dançar em modo festa até para além dos horários habituais de um jantar num restaurante.

Mas porque a cidade nos espera amanhã ... voltámos para os nossos faustosos quartos e dormimos ... porque Bogotá é uma das mais interessantes metrópoles destes Rumos do Sul ... e amanhã vamos comprovar isso!

0 Reality Comments: