Uma Cápsula de Campismo de Luxo

O projeto tem como inspiração o THE NEW MINI COUNTRYMAN

Um Apara-Lápis Inesperado..

Chama-se "Høvel" foi desenhado pelo estúdio Brahman Design e inspira-se em ferramentas tradicionais de madeira

Em Contagem decrescente Para o Inverno

Porquê? Porque estamos ansiosos pela 7ª Temporada da Guerra dos Tronos

Escola Secundária Luís de Freitas Branco Renovada

Missão quase impossível mas largamente superada pelo Atelier de Santos

Amantes da Converse Estejam Atentos

Está prestes a sair uma irresistível coleção que presta tributo à Colette

ESPECIAL ÓSCARES 2017 - A ESTATUETA


Sabia que para fazer umas simples 50 estatuetas douradas se demora à volta de 3 meses? Pois é, esta estatueta é provavelmente o prémio mais reconhecível do mundo. Um homem dourado, prendendo a espada de um cruzado, é uma imagem simples mas majestosa que engloba com precisão a arte e o glamour do evento anual mais importante da indústria cinematográfica.



A estátua do Oscar foi projetada originalmente em maio de 1928 por Cedric Gibbons, diretor de arte da MGM, e foi realizada pela primeira vez em três dimensões pelo escultor George Stanley. Desde 2016, este tão cobiçado prémio é fabricado em Nova Iorque, longe do glamour de Hollywood. Depois de 50 anos a ser criado por uma empresa de troféus de Chicago, onde eram fundidos em metal e ouro, a academia procurou retornar ao processo original de criação das figuras de bronze.




Hoje, as estatuetas do Oscar são realizadas por uma equipa de cerca de 80 pessoas na Polich Tallix Inc.. Ao longo dos anos, o design mudou subtilmente, vendo as suas características serem suavizadas gradualmente de ano para ano. Depois de algumas conversações com a academia, a decisão de unir um Oscar original de 1928 com um modelo contemporâneo foi tomada pela Polich Tallix, de modo a criar uma nova versão do design art deco, casando as duas interpretações.



12 passos fazem a criação de uma incrível estatueta: usando um molde de cera, cada estátua é mergulhada numa pasta de casca de cerâmica 10 vezes, depois são cozidos num forno e deixados arrefecer durante a noite, o exterior das peças é então quebrado e estas são lixadas para atingirem um revestimento espelhado. Curiosamente, as figuras icónicas não recebem a sua cobertura cintilante até chegarem a Brooklyn, onde são banhadas em ouro antes de serem devolvidas à Polich Tallix para montagem.


Como ninguém sabe exatamente quantos prémios serão necessários, um excesso de estátuas são criadas a cada ano, sendo depois as estatuetas extras armazenadas para uso em cerimónias futuras. Quando um ator recebe o prémio, a base do filme não está identificada, as placas de nome, também elas criadas pela Polich Tallix, são afixadas às estátuas vencedoras após o evento.

ESPECIAL ÓSCARES 2017 - A AFTER PARTY


Dos vestidos da passadeira vermelha já falamos, e também já assumimos que, da nossa parte, não foram fascinantes, mas tudo isso se altera quando, como curiosos que somos, vamos tentar perceber o que estas celebridades escolheram para deslumbrar na after party da Vanity Fair.



Entre muitas caras que não vimos desfilar na passadeira, tão pouco vimos presentes na cerimónia, aparentemente é na festa que realmente importa mostrar o bom gosto na escolha da vestimenta. Os vestidos tornaram-se maioritariamente mais sensuais, as cores continuaram sem ser uma escolha, mas entre pretos e brilhos, perdemos a conta à quantidade de vestidos merecedores de uma estatueta.




Os decotes foram revelados, as silhuetas muito acentuadas e os detalhes eram mais que muitos e marcantes. Entre penas e bordados, a ombros evidenciados e as transparências a que este ano tanto nos habituou, os vestidos da after party são realmente muito diferentes dos que visitaram a sala da cerimónia.




Mais tarde, saiba mais sobre a história da estatueta mais cobiçada da indústria cinematográfica, que fecha este especial de Óscares de 2017.

ESPECIAL ÓSCARES 2017 - PASSADEIRA VERMELHA


A noite dos Oscars é sempre um momento de grande produção e glamour, mas este ano os visuais não foram muito surpreendentes, deixando espaço para uma ou outra surpresa entre as senhoras, mas uma simplicidade fora do comum tornou esta red carpet num momento que não era o expectável.

 


Os brancos e dourados foram reis e senhoras da noite dos óscares, em que as cores ousadas não encheram os olhos de quem acompanhou esta noite de entrega de óscares. A começar pelos brancos: Naomie Harris (Calvin Klein), Priyanka Chopra (Ralph & Russo), Chrissy Teigen (Zuhair Murad Couture) e Karlie Kloss (Stella McCartney) escolheram vestidos de cortes simples, mas simplesmente arrasadores.


 


Nos dourados, em jeito de estatueta, Charlize Theron (Christian Dior Couture) é já uma presença assídua nesta escolha de tom, Emma Stone (Givenchy Haute Couture) deslumbrou e ganha também o óscar, Dakota Johnson (Gucci), Jessica Biel (Kaufman Franco) e Halle Berry (Atelier Versace Couture) não ficaram atrás!



Com o preto que nunca compromete, as escolhas em termos de vestidos eram imensas, mas nem todas elegantes ou apropriadas. Brie Larson (Oscar de la Renta) foi das mais elegantes neste tom, Kirsten Dunst (Christian Dior Couture) optou por uma peça mais clássica e Salma Hayek (Alexander McQueen) deixou que a renda lhe apimenta-se o visual.



As cores, como já referido não foram muitas, mas Viola Davis (Armani) esteve simplesmente deslumbrante no seu vestido vermelho, Taraji P. Henson (Alberta Ferretti) escolheu um azul escuro que lhe assentava na perfeição, Scarlett Johansson (Alaïa) escolheu os tons de rosa, num modelo que se tornou contorverso nas redes sociais, havendo quem ame e quem odeie e Leslie Mann (Zac Posen) desfilou em tons de amarelo.

 


No que toca aos visuais masculinos, a elegância de um homem de smoking é quase indiscutível, e nesta passadeira o preto e o branco são por norma a escolha de quase todos os convidados. Destacamos assim Mahershala Ali (Ermenegildo Zegna Couture), Dev Patel (Burberry), Justin Timberlake (Tom Ford) e Ryan Gosling (Gucci).

Por hoje ainda trazemos mais novidades, conheça os looks da after party, e saiba tudo sobre a estatueta dourada que tão feliz faz quem para casa a leva!

ESPECIAL ÓSCARES 2017 - OS GRANDES VENCEDORES DA NOITE


E a grande noite dos Oscars finalmente chegou e, como seria de esperar, Jimmy Kimmel marcou a apresentação desta cerimónia com o humor que lhe é inteiramente reconhecido, não deixando de parte as já esperadas críticas, que tem sido presença constante em todos os eventos de peso, ao actual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.


As surpresas não foram muitas, sendo que o filme que mais prémios arrecadou nesta noite foi, o já tão esperado, La La Land, mas, como em todas as grandes noites, surpresas não podem deixar de existir e, nesta noite em especial, o momento constrangedor aconteceu, no momento da entrega do prémio para melhor filme. Numa perfeita recordação de um erro de misses, o prémio foi anunciado para La La Land, sendo o vencedor Moonlight!



"La La Land" foi um dos grandes vencedores desta noite de glamour e surpresas, premiado com 7 estatuetas, sem levar a estatueta de melhor actor principal e de melhor filme, mas sendo sem dúvida o filme mais badalado e falado deste ano de cinema.


As performances da noite ficarão a cargo de grandes vozes e nomes do mundo da música: John Legend com dois grandes momentos de La La Land "Audition (The Fools Who Dream)" e "City of Stars"; o grande senhor Sting com a performance de "The Empty Chair" de Jim: The James Foley Story; e claro, a energia incomparável de Justin Timberlake foi um dos grandes momentos com "Can't Stop the Feeling!" de Trolls.


Mais uma vez, não podemos deixar de congratular todos os vencedores e, obviamente a todos os nomeados, afinal de contas todos eram potenciais vencedores. Foi sem sombra de dúvida um ano de grandes filmes! Para finalizar ... aqui ficam os vencedores em todas as categorias. E que venham mais sucessos cinematográficos!


Melhor Argumento Original - "Manchester by the Sea" Kenneth Lonergan

Melhor Argumento Adaptado - "Moonlight" Barry Jenkins por "In Moonlight Black Boys Look Blue" de T. McCraney

Melhor Filme - "Moonlight"

Melhor Realizador - Damien Chazelle "La La Land"

Melhor Ator Principal - Casey Affleck "Manchester by the Sea" como Lee Chandler

Melhor Atriz Principal - Emma Stone "La La Land" como Mia Dolan

Melhor Ator Secundário - Mahershala Ali "Moonlight" como Juan

Melhor Atriz Secundária - Viola Davis "Fences" como Rose Maxson

Melhor Filme de Animação - "Zootopia"

Melhor Filme Estrangeiro - "Forushande" (Irão)

Melhor Documentário em Longa Metragem - "O.J.: Made in America"

Melhor Documentário em Curta Metragem - "The White Helmets"

Melhor Curta Metragem - "Mindenki" 

Melhor Animação em Curta Metragem - "Piper"

Melhor Banda Sonora - Justin Hurwitz "La La Land"

Melhor Canção Original - "City of Stars" por La La Land – Justin Hurwitz, Pasek e Paul

Melhor Edição de Som - "Arrival" Sylvain Bellemare

Melhor Mistura de Som - "Hacksaw Ridge" Andy Wright, Robert Mackenzie e Peter Grace

Melhor Cenografia - "La La Land" Sandy Reynolds-Wasco e David Wasco

Melhor Fotografia - "La La Land" Linus Sandgren

Melhor Caracterização - "Suicide Squad" Alessandro Bertolazzi, Giorgio Gregorini e Christopher Nelson

Melhor Guarda-Roupa - "Fantastic Beasts and Where to find Them" Colleen Atwood

Melhor Edição - "Hacksaw Ridge" John Gilbert

Melhores Efeitos Visuais - "The Jungle Book" Robert Legato, Adam Valdez, Andrew R. Jones e Dan Lemmon

Mas não ficamos por aqui, vamos voltar para lhe dar a conhecer o melhor da passadeira vermelha desta noite de glamour!

Até ja!