Cabelos Tridimensionais, Why Not?

Slash Creative Hair Studio lança colecção "Unshadows"

Zumthor Desenha Nova Ala do LACMA

A tão aguardada obra em Los Angeles

Já pode deliciar-se com um Pizpireto em Lisboa

Os gelados mexicanos chegaram ao restaurante UQ no Hotel Skyna

e-Kick da Peugeot premiada com o Red Dot Product Design

A trottinette sustentável para a cidade foi co-desenvolvida com a Micro

Já conhece os novos paineis da Kinnasand?

Espreite os vários "shields" desenvolvidos pelo atelier Wieki Somers!

VIAGEM DE VERÃO EM DIRETO 2016 | EDIÇÕES PASSADAS - DIA 1


É uma das perguntas que mais me fazem durante todo o ano em apresentações, eventos ou festas: "onde é que vi ser a tua viagem este ano?". Pois chegámos àquela altura do ano em que tudo isso se vai revelar a todos.

E como devem adivinhar pela imagem acima, este ano voltamos ao país que acolheu a nossa primeira viagem em direto: os Estados Unidos da América, e o continente da América do Norte. A viagem vai-se chamar American Series.

Mas para que tudo fique dentro de contexto, hoje e amanhã vamos fazer uma revisão de todas as viagens de verão em direto. É que, apesar de tudo ter sido partilhado em direto e a cores aqui convosco, já lá vão muitas aventuras e peripécias.



A primeira delas foi A Grande Aventura Americana. Lá nos idos 2010, em que decidi começar a partilhar covosco a minhas viagens de verão aqui, relatando em direto, de onde dormimos, tudo o que vivo nesse mesmo dia. de bom e de mau ... assim foi com esta viagem.

Num percurso que uniu Nova Iorque a Nova Orleães, aqui partilhei convosco as sensações vividas no Comunity Day dos Amish (nunca mais irei esquecer esse dia, durante toda a minha vida), a visita ao pôr do sol do Memorial de Iwo Jima em Washinghton, aquelas batatas frutas comidas no meio de uma noite numa montanha algures na Virginia cheias de terra, mas abslutamente deliciosas, as primeiras american ribs que comi na vida, naquele almoço numa estação de combóios mítica da Georgia, ou a emoção de uma noite em branco passada a dançar Jazz em Nova Orleães. Foi uma viagem que muitos ficaram impressionados e que, alguns dos meus amigos que viajavam comigo, diziam que iria ser a viagem da vida deles.



Logo a seguir, em 2011, veio a Expedição ao Coração Africano, com todo o exotismo e toda a emoção de encontrar os principais símbolos do mundo selvagem.

Não foi uma viagem a um parque natural do quénia, mas uma viagem que juntou cinco parques naturais, pois só assim conseguimos não só ver todos os grandes animais selvagens (Leão, Elefante, Rinoceronte e Búfalo), mas também contactar com uma das tribos africanas mais interessantes e mediáticas: os Massai.



Mas em 2012, porque os nossos leitores e seguidores nos diziam que só faziamos viagens caras, decidimos comprovar que também é possível fazer uma viagem cheia de estilo, muito Low Cost. Assim surge a Aventura Ibérica, que literalmente, com tudo incluído (exceptuando compras de presentes e souvenirs) ficou por 98,76 € por dia por pessoa.

Aqui o objetivo foi dar uma volta a Espanha e visitar alguns dos seus maiores ícones. Assim desde o Guggenheim de Bilbau, até às Ramblas de Barcelona, passando pelas terrassas de Madrid, oos Moínhos de Dom Quixote em La Mabcha, ou ao Palácio de Allambra em Granada ou à sempre magestática Catedral de Sevilha, todos estes monumentos partilhámos aqui ... bem como um conjunto de momentos gastronómicos, que desconstróem a ideia de que em Espanha não há diversidade gastronómica.

Estas foras as três primeiras viagens ... mas amanhã chegam as três últimas e as mais mediáticas.

UM TOQUE NÉON NO SEU VERÃO


Os dias solarengos combinam com cores fortes e divertidas e é por isso que a Neon Collection da Birkenstock é a aposta certa para este Verão. Esta coleção apresenta sugestões fantásticas que conjugam a funcionalidade, qualidade e conforto, característicos da marca, com cores néon que prometem marcar pela diferença.


Esta é uma coleção luminosa que deixa uma marca ao andar, dando cor à famosa palmilha desenhada para espelhar a forma de um pé saudável e para proporcionar a sensação de caminhar descalço. As cores tendência são o verde-veneno, laranja, amarelo, azul e fúcsia, todas elas com um toque néon que dá brilho aos modelos Gizeh, Arizona, Madrid e Kairo.

Anime este Verão com as propostas coloridas e divertidas da Neon Collection da Birkenstock!

UM TEATRO SHAKESPEARIANO


Varas de bambu elevadas encerram a forma deste teatro de madeira cilíndrico, em França. Projetado pelo Andrew Todd Studio, um estúdio londrino com sede em Paris, o teatro Elizabethan está localizado nos terrenos do castelo histórico Chateau d'Hardelot perto de Calais, no norte da França.



Descrito pelos arquitectos como uma "encarnação de entendimento franco-britânica", o edifício imita o projeto do Teatro Globe, um teatro associado a William Shakespeare. Para complementar o ambiente, os arquitetos optaram por construir uma estrutura inteiramente de madeira e bambu. Foi projetado para vibrar com o seu ambiente natural, em vez de ser um stand-alone, em busca de atenção.



Pólos de doze metros de altura em bambu encerram a estrutura principal para criar um exterior de gaiola. No centro, um cilindro abriga um auditório de dois andares que acomoda 388 pessoas, enquanto em torno dele, secções curvas mais curtas são escalonados. Nos espaços entre as duas paredes, os arquitetos localizaram o hall de entrada, bem como a escadaria principal, que envolve o núcleo central.



O edifício é construído utilizando madeira laminada. É a primeira estrutura do mundo feita inteiramente de painéis CLT com curvas inacabadas. No interior, a estrutura de madeira é revelada, e complementada pelas colunas de carvalho de apoio e pavimentação. Os assentos estão localizados em três níveis, em torno da borda do tambor, complementados por uma balaustrada de madeira e um corrimão de aço.



Tal como no Globe, um palco aberto estende-se para o público em três lados, com o objetivo é criar uma maior intimidade entre os artistas e o público. Uma chaminé no topo, abre janelas para que o teatro seja naturalmente ventilado, enquanto uma tira de vidro envolve o topo da estrutura para fornecer uma abundância de luz natural.

SABOROLOGIA


Saborologia é o nome da nova série documental da AEG, que desvenda os quatro passos para obter resultados na cozinha que sejam, ao mesmo tempo, multissensoriais, sustentáveis, nutricionais e saborosos. E com estes documentários muitos surpresas se guardam para o público!





Esta série de quatro episódios convida os espetadores a embarcar numa viagem culinária pelo mundo fora para ganhar inspiração e conhecimento, distanciando-se dos habituais programas de televisão sobre culinária. Os insights recolhidos por esta série provêm de especialistas de diferentes áreas, entre eles, um psicólogo, um químico, um ativista contra o desperdício alimentar e uma famosa instagrammer, que partilham respostas às questões tradicionalmente respondidas por chefs.


É já a partir de 30 de Junho (amanhã) que a AEG vai desvendar aos segredos que se escondem por detrás dos melhores pratos e que permitem alcançar os melhores resultados na cozinha. Num evento gratuito e aberto ao público, a marca vai realizar diversos workshops e master classes com reputados chefes nacionais. O evento Saborologia by AEG realiza-se de 30 de Junho a 2 de Julho, no Amoreiras Shopping Center em Lisboa e nos dias 07 e 08 de Julho, no Mercado do Bom Sucesso, no Porto.



Este evento é inspirado na série documental Saborologia, desenvolvida pela AEG (e que já está disponível no youtube) onde a marca convida o consumidor a embarcar numa viagem culinária de inspiração e conhecimento para descobrir os quatro passos para obter um sabor fantástico – origem, frio, quente e experiência. Em cada dia, haverá workshops dedicados a cada uma destas quatro fases, onde um chef convidado irá partilhar métodos, truques e dicas para transformar uma refeição banal numa experiência memorável. Entre os chefes já confirmados, destaque para Freddy Guerreiro, embaixador da marca AEG, Mafalda Pinto Leite e Fábio Bernardino.


Temas abordados nestes workshops:

Workshops Origem | Passo 1: Aprenda a escolher os melhores ingredientes
Workshops Frio | Passo 2: Uma frescura duradoura
Workshops Quente | Passo 3: Desperte novos sabores e texturas
Workshops Experiência | Passo 4: Em cada prato uma experiência sensorial

Masterclass Saborologia | Os 4 passos para elevar o sabor a outro nível
 
Os workshops e masterclasses AEG têm acesso gratuito e as inscrições poderão ser feitas através do site da AEG em http://www.aeg.com.pt/Page-Footer-Menu/Newsletter/  

A NEW KIND OF PRINTER


Ludwig Rensch questionou o aspecto geral das impressoras comuns e a capacidade que tem de trasnformar qualquer espaço que ocupem numa espécie de escritório. Decidiu então começar do zero e repensar todo o produto. "Paper" é parte da tese de diploma de Rensch, que explora como as máquinas de hoje podem ser usadas de forma intuitiva e analisa a sua capacidade de  interacção com as coisas. Apesar de ser um dispositivo conectado (a internet das coisas), não tem uma tela, mas usa controles físicos e sinais de luz simples em vez disso, para aproveitar as habilidades motoras humanas.




A "Paper" também existem no espaço virtual e pode ser operada por um aplicativo ou um site. Assim, reúne o analógico e o mundo digital, as transferências de conteúdo visual de um para o outro, e o resultado é uma forma inteiramente nova de interagir com uma impressora fora do comum. Imprime num rolo de papel na posição vertical e, portanto, é compacta, económica em termos de ocupação de espaço e mobiliário. Ao contrário de ser uma necessidade cinzenta para ambientes de trabalho, é uma ferramenta criativa e esteticamente agradável e divertida.


Em análise à utilização comum destes aparelhos, Rensch definiu funções-chave para a impressora, analisou os procedimentos necessários e simplificou-os até que o resultado foi um produto fácil de entender, agradável e minimalista.

FROM THE TREE


Uma grande árvore cresce através do centro desta loja de sumos naturais em Amsterdam. Este espaço projectado pelo estúdio local Standard Studio, reflete os espaços verdes ocultos da cidade. A "Cold Pressed Juicery" está localizada na esquina do canal Herengrach, no distrito comercial de Nine Streets, onde muitos jardins interiores são escondido atrás lojas novas e antigas.



O Standard Studio, que anteriormente criou uma casa para uma família dentro de um salão de ex-professores, tem a esperança de trazer um pouco da vegetação escondida adicionando uma árvore no meio da loja, criando vida e despertando a atenção e a curiosidade de quem por lá passa. O que é realmente escondido do público é o sistema de irrigação, mantido no porão e incluindo um grande balde cheio de terra fértil.



Para o resto do interior, os arquitetos cobriram as paredes com uma combinação de painéis de aço com revestimento em pó preto e rosa, assim como ripas de madeira inclinadas. Os recorrentes bastões de madeira são usados ​​para acentuar a parede e o teto acima do balcão, e ainda uma área de estar junto da janela da loja. A parede, em direção à parte de trás da loja, é terminada no mesmo tom de rosa do balcão. Armazenado debaixo dela são alguns frigoríficos menores para ingredientes e sumos.


Os clientes também podem obter os seus próprios sumos dos frigoríficos estabelecidos na parede na frente da loja. Bares de sumos frescos, onde o líquido é extraído de frutas e hortaliças usando uma prensa hidráulica, tornam-se cada vez mais populares e procurados pelos consumidores.

WOODEN STABLE


O "Autoprogrettazione Manual" foi criado pelo designer italiano Enzo Mari, em 1974, como um guia de design para uma colecção de mobiliário que pode ser montada utilizando os materiais mais básicos. A ideia original consistia numa série de instruções "do-it-yourself" sobre como construir as várias peças. A "Sedia 1-Chair" foi o primeiro objeto do projeto instigante de Mari a entrar em produção com a empresa finlandesa Artek.



O estúdio Jungmo Seunyeon abraçou a metodologia de Enzo Mari, através da concepção do "Wooden Stable", um conjunto de cavalos de madeira que se podem empilhar. Usando a "Sedia 1-Chair" como referência, o estúdio criou uma silhueta simples, que encarna o espírito humilde ligado ao movimento "DIY".


Jungmo Seunyeon afirma que o "Wooden Stable" não tem um propósito de uso fixo, tendo como objectivo o ser usado e trabalhado com base nas necessidades so seu utilizador. Individualmente, estes cavalos de madeira podem ser usados para sentar ou empilhar objetos pequenos, tais como livros e vasos.

VESPA SETTANTESIMO


Para celebrar o seu 70º aniversário, a lendária marca italiana Vespa, lança uma gama de modelos especiais. Uma luxuosa edição comemorativa que enaltece as inimitáveis e elegantes características que tornaram a Vespa na mais aclamada e desejada scooter em todo o mundo!



Foi na primavera de 1946 que a primeira Vespa, a lendária 98cc, saiu da fábrica de Pontedera. Em setenta anos de história e depois de mais de 18 milhões de unidades, a Vespa une jovens de distantes e diferentes culturas numa única paixão. Interagindo em ambientes sociais totalmente diferentes a marca gera fenómenos culturais específicos e torna-se protagonista na moda, na música e junto dos jovens.


Na edição Settantesimo uma palete de cores exclusiva baseada em dois novos esquemas de cores (Azzurro 70 e Grigio 70) destaca todo o charme do desenho Vespa, realçando e filtrando o melhor da evolução estilística da marca com sete décadas de história. Disponibilizando uma série de personalizações de luxo, como o assento colorido num elegante castanho-escuro que contrasta com a tubulação bege e destaca o logotipo Vespa Settantesimo, elegantemente colocado à altura do banco do passageiro, toda a gama inclui ainda um gráfico dedicado no escudo da perna traseira e um acabamento dark nas rodas, graças a uma tinta específica.



O clássico bagageiro traseiro cromado (um ícone do património Vespa) e uma elegante mala, na mesma cor do assento, completam o equipamento exclusivo desta edição limitada comemorativa.

Uma forma marcante para festejar e marcar estes 70 anos, que vai certamente apaixonar os fãs de sempre e aqueles que ainda agora descobrem a beleza de uma Vespa.