Uma Cápsula de Campismo de Luxo

O projeto tem como inspiração o THE NEW MINI COUNTRYMAN

Um Apara-Lápis Inesperado..

Chama-se "Høvel" foi desenhado pelo estúdio Brahman Design e inspira-se em ferramentas tradicionais de madeira

Em Contagem decrescente Para o Inverno

Porquê? Porque estamos ansiosos pela 7ª Temporada da Guerra dos Tronos

Escola Secundária Luís de Freitas Branco Renovada

Missão quase impossível mas largamente superada pelo Atelier de Santos

Amantes da Converse Estejam Atentos

Está prestes a sair uma irresistível coleção que presta tributo à Colette

O REGRESSO DO SUPER-HOMEM


Com os filmes sobre Super Heróis a criaram uma enchente sem igual nas bilheteiras, chega-nos mais um filme que se juntará à lista dos mais esperados dos próximos tempos – o “Man of Steel”.

Este é mais uma adaptação da famosa história de Clark Kent/Super-Homem, mas como nunca vimos antes. O filme conta com a realização de Zack Snyder, realizador de filmes como “Watchmen” ou “300”, e a produção de Christopher Nolan, responsável pelos últimos três filmes do Batman.

O Super-Homem será interpretado por Henry Cavill e a sedutora Lois Lane por Amy Adams, neste filme que tem estreia prevista para Junho do próximo ano.

UM DISTRITO COM ESTILO MEXICANO


Com restaurantes, bares e cafés a abrir todos os dias por todo o mundo, existe cada vez mais a necessidade destes novos estabelecimentos se destacarem. O restaurante Distrito conseguiu-o muito bem!

O restaurante de tema hispânico não poupou em cores, padrões e simbolismos na sua decoração feita pelo estúdio Creme Design, o que o torna num espaço muito animado e diferente dos outros restaurantes na cidade Americana de Scottdale, Arizona. E claro, com uma decoração destas a comida é mesmo a condizer – Mexicana!

Um restaurante por onde provavelmente nenhum dos nossos leitores passará nos próximos tempos, mas que esperemos que inspire a procurar estabelecimentos com uma decoração mais divertida!

À SOMBRA COM MUITO ESTILO


Para quem ainda anda pela praia, a aproveitar estes últimos dias do mês de Agosto, ou até para deixar já uma ideia para o próximo Verão, aqui fica uma alternativa com muito estilo aos típicos guarda-sóis.

A “Sombrilla” é esta fantástica tenda, criada pelos designer da Hollie & Harrie, que promete tornar-se um item obrigatório nas idas à prais. O seu tamanho permite criar sombra para muito mais do que “apenas conseguir pôr a geleira à sombra” e pode ser desdobrado e arrumado num pequeno saco de forma muito cómoda.

A Sombilla tem ainda uma série de divertidos padrões que vão fazer muito sucesso na praia ... ou onde quer que instale esta sombra!

PLASTIC IS FANTASTIC BY THE STILETTO EFFECT


Mais um look que os visitantes do CascaiShoping podem encontrar nesta edição muito fantástica do Get The Look é o criado pela Susana Rodrigues do The Stiletto Effetc, o outro blog (além do ... And This is Reality) convidado para este projeto.

Como de costume a Susana provou-nos todo o seu bom gosto no seu look. Para seguir o tema do mês optou por acessórios 100% plástico e com muito estilo - as malas e relógios da Furla em roxo e verde. A camisa cor-de-rosa dá um toque muito feminino e elegante a este conjunto e os calções da Etam compõem-no com muita originalidade. Para terminar umas sandálias castanhas com muito bom gosto!

Para todos os nossos leitores que queiram ver o look da Susana, o do ... And This is Reality e muitos mais, o tema Plastic is Fantastic está pelo CascaiShoping até ao final desta semana ... Não percam a oportunidade de o visitar!

PLASTIC IS FANTASTIC BY ... AND THIS IS REALITY


Chegámos à última semana do mês, que como os nossos leitores já devem saber significa semana de Get The Look no CascaiShoping. Foi então com muito boa disposição que fomos explorar as lojas do centro comercial para encontrar o melhor look para o tema desta semana - Plastic is Fantastic.

O tema não era fácil! Roupa de plástico não é algo comum, por tal decidimos encarar o tema do plástico através de alguns acessórios e do estilo mais colorido e feminino ... Bem ao estilo da Barbie, ou não fosse esta um verdadeiro ícone de plástico.

Optámos então por um top muito colorido da Cortefiel com a parte da frente rosa e as costas vermelhas. Para baixo, umas calças da Guess com um padrão leopardo de ganga, muito modernas e ousadas! Os acessórios surgiram naturalmente para complementar o look. Os sapatos vermelhos e a mala creme (um tom que inicia a passagem para a nova colecção) de plástico são da Eureka Shoes, assim como a (muito actual) gola dourada. As pulseiras vermelhas e douradas são da Natura.

Amanhã continuamos com o Get The Look, mas desta vez com o look da blogger Susana Rodrigues. A blogger por detrás do The Stiletto Effect e nossa companheira neste divertido projecto!!

AVENTURA IBÉRICA - O BALANÇO


Neste segundo dia dedicado ao balanço da nossa Aventura Ibérica vamos desvendar os melhores locais onde ficámos alojados e onde comemos.

As surpresas foram muitas e agradáveis, pelo que é justo que aqui façamos referência a estes locais, absolutamente cheios de estilo, e que fizeram desta viagem algo especial e uma viagem memorável.


O primeiro destaque vai para os alojamentos.

O primeiro hotel que destacamos é o Hotel Alcazar de Segóvia. Situado mesmo à entrada da cidade (a poucos minutos de carro do classificado centro histórico desta cidade, é o local ideal para pernoitar. Com um estilo de decoração histórica, paredes de alvenaria de pedra e decoração com muitos objectos antigos e cheios de história, este hotel garante uma estadia bem agradável e muito charmosa ... tudo a preços controlados.

Outro dos nossos destaques vai para a Casa Madrid. Situada em plena praça da Ópera (Plaza Isabel II), bem no centro de Madrid dos Áustrias, esta Residencial de Luxo tem o charme dos pequenos hotéis familiares e o luxo de um hotel de cinco estrelas. A decoração é absolutamente soberba, o serviço é amável e personalizado e o ambiente é verdadeiramente selecto e bastante sofisticado. Os preços não são necessariamente acessíveis ... mas uma extravagância por uma noite ... não estraga o orçamento da viagem e dá um sabor especial à mesma!


Quanto às refeições ... nada como destacar dois dos momentos mais exímios da viagem. O primeiro é o restaurante José em Segóvia também.

Em plena Plaza Mayor da cidade, este restaurante foi o local ideal para começar a provar um pouco da riquíssima gastronomia espanhola. Com uma ementa rica em variedade, a nossa escolha foi certeira. Uns rolos de pescada em Corgettes (divinos), uma salada russa (requintada) e um leitão assado à moda de Segóvia (delicioso) foi a nossa escolha acertada para começarmos a viagem com uma experiência gastronómica memorável.


O outro destaque que aqui queremos trazer é o Mama Café em Barcelona.

Situado em pleno bairro do Raval (entre a Boqueria e o MACBA), este local é um clássico alternativo deste bairro. Com uma culinária moderna, mas assente na tradição gastronómica catalã, este local despreocupado e despretensioso, consegue um excelente equilíbrio entre um ambiente alternativo e caseiro, e o requinte e a sofisticação de uma cozinha moderna e bem confeccionada.


Aqui ficam estas referências a estes quatro locais absolutamente divinos e que marcam a viagem que fizemos.

Resta apenas revelar um dado importante: o custo por pessoa desta viagem (fora compras) foi de apenas 100,00 € por dia. Esta foi uma viagem verdadeiramente económica e cheia de estilo ... porque nós gostamos de provar aos nossos leitores que acreditamos e vivemos segundo a nossa máxima aqui no ... And This is Reality: o estilo não é uma questão de dinheiro, é uma questão de informação!

AVENTURA IBÉRICA - TRUQUES DE PREPARAÇÃO



Conforme o prometido, cá estamos este fim-de-semana, para trazer aqui ao ... and This is Reality, mais um conjunto de detalhes e por menores que nos ajudaram a fazer desta viagem uma viagem Low cost e cheia de estilo.

Vamo-nos dedicar a revelar mais detalhes sobre os hotéis onde ficámos, os restaurantes onde comemos e os locais que visitámos. Detalhes mastante importantes para que esta viagem tenha tido a magia e o interesse que teve, sem gastarmos muito dinheiro.


O primeiro desses truques está na preparação da viagem. É da maior importância (por mais pequena ou básica seja) que todos os detalhes da viagem sejam preparados aos detalhe, ponderadas quais sejam as melhores soluções mas sem fixar totalmente a fiagem, deixando lugar para os imprevistos e adaptações de última hora. Como já o provámos com a A Grande Aventura Americana ou com esta Aventura Ibérica, e sendo ambas totalmente diferentes e bastante distintas, em termos de complexidade de percurso e de complexidade de preparação, a preparação do percurso, do que havia para ver, experienciar e provar em cada local que passávamos ou de quais eram as melhores alternativas de alojamento (por forma a cada uma encaixar no espírito do local e assim prolongar e potenciar a experiência do mesmo) é de uma importância crucial a preparação desta viagem.

Assim recorremos sempre aos melhores guias turisticos impressos e complementamos com toda a panóplia de informações disponíveis na Internet. Pesquisar apenas na Internet é um erro bastante comum, mas que muitas vezes leva a falhas bastante graves, pois dois factores na internet podem ser prejudiciais. O primeiro é a imensidão de informação que existe na internet, o que pode fazer com que, caso não se pesquise de forma acertiva o que se procura, nos induza em erro e assim prejudique os resultados na viagem. O segundo factor é a subjectividade de muita da informação que está na internet e que nos pode induzir em situações menos correctas (prejudicando a viagem em si também). Assim o nosso primeiro conselho é o de começar a preparação por um guia turistico dos locais a visitar (impresso) e só depois complementar a informação deste com as pesquisas de internet.


O segundo conselho que temos para deixar aqui é o de escolher criteriosamente os locais de alojamento. Porque uma road trip é uma experiência bastante acelerada e com pouco tempo em cada local, é essencial que os locais onde se fica alojado correspondam o mais fielmente possível aos padrões de conforto pretendidos e ao espírito do local onde se situam.

Assim a escolha de um apartamento, de um hotel ou de um aparthotel é essencialmente uma escolha de destino turístico também. Foi neste espírito que escolhemos um Hotel histórico em Segóvia, um apartamento em Barcelona, uma casa residencial em Madrid, uma cabana de montanha em Granada ou uma casa pátio em pleno bairro de Santa Cruz em Sevilha. São estes locais que fazem desta viagem uma experiência ainda mais interessante e forte.


Nesta escolha desixamos aqui um dos truques: o Airbnb.

Este Website está especializado em aluguer de apartamentos é um verdadeiro achado para quem pretende ficar bem instalado, a preços reduzidos, nas várias cidades por onde vai passar. Alugando um apartamento a um residente nessa cidade, o mais provavel é vivermos como se vive nessa cidade ... e com a grande vantagem de termos assim um preço de alojamento por noite bastante baixo, sem descurar o estilo.


Aqui ficam alguns dos truques que utilizámos nesta viagem e que nos permitiram fazer uma viagem cheia de estilo e verdadeiramente low cost.

Amanhã vamos trazer aqui mais alguns segredos e truques para preparar uma viagem cheia de estilo ... sem deixar de ter um espírito aventureiro ... mas ao mesmo tempo sem descurar a qualidade! Até cá ...

LOJA AUSTRALIANA DE "MELISSAS"


A marca brasileira Melissa, conhecida pelo seu calçado de plástico, tem vindo a fazer muito sucesso aqui por Portugal ... mas pelos vistos, também pelo outro lado do mundo não se resiste a estes coloridos sapatos!

Acabada de abrir na cidade de Melbourne, na Austrália, a loja transmite no design do seu espaço muitas das características dos seus modelos – feminino, colorido e dinâmico. O grande elemento da decoração são as bolhas espalhadas por toda a loja, que também servem de prateleira para algumas das “Melissas”.

De certeza que com a sua divertida decoração e os coloridos sapatos no interior, vai ser impossível passar por esta loja sem entrar para dar uma “espreitadela”.

AVENTURA IBÉRICA - DIA 10


O último dia desta nossa Aventura Ibérica chegou. Depois de várias cidades míticas que visitámos da nossa vizinha Espanha, hoje o dia que nos espera é para visitar a Mágica e Exótica cidade de Sevilha em todo o seu esplendor estiva.

As altas temperaturas ameaçam voltar hoje também e por isso, depois de fazermos as malas, saímos logo de manhã para podermos ir dar uma volta pelas ruas pedonais do centro de Sevilha e visitar algumas lojas em busca de umas últimas compras.


11.00 SEVILHA

A capital andaluza é uma cidade cheia de tradições e de símbolos da cultura espanhola.

Todos os grandes símbolos culturais de Espanha, quer seja o Flamenco, as sevilhanas ou as touradas, atingem o seu expoente em Sevilha ... e as suas ruas espelham bem isso.

Pela nossa volta pelas principais ruas comerciais da cidade, foi impossível ignorar as muitas e requintadas lojas que vendem autênticas obras de arte em forma de leques, xailes ou mantilhas. Estes objectos de moda sevilhana atingem preços e formas artísticas absolutamente prodigiosas. Alguns xailes podem valer vários milhares de euros e os leques, dependendo dos materiais em que são feitos e de quem os pinta, podem ter preços absolutamente proibitivos, mas alguns deles (e normalmente os mais caros) são impressionantes obras de arte. Assim não pudémos deixar de nos perder, durante toda a manhã a visitar as várias lojas de leques, xailes e mantilhas que se concentram junto à Câmara Municipal de Sevilha.

Este edifício foi outro dos destaques deste passeio matinal pelas atarefadas ruas. As suas trabalhadíssimas fachadas são um verdadeiro monumento à arte de esculpir a pedra que se encontra um pouco por toda a cidade nos seus edifícios mais nobres.


13.00 A GIRALDA

Depois do passeio matinal por entre lojas de verdadeiras obras de arte da moda sevilhana tradicional, decidimos rumar ao mais icónico monumento da cidade de Sevilha: a Catedral.

Esta catedral católica está construída sobre a estrutura da primitiva mesquita da cidade nos tempos da ocupação árabe. Desde algumas decorações até à estrutura do edifício e a forma como este se articula com o claustro, as memórias arquitectónicas árabes estão sempre presentes e são bastante evidentes. Mas o principal sinal desta herança cultural é a famosa Giralda.

A famosa torre sineira da catedral é o mais importante monumento da cidade e é também a perfeita construção onde a cultura árabe e a arquitectura renascentista ocidental encontram a sua mais perfeita fusão. A elegância, a dimensão e a sua sofisticação arquitectónica e decorativa fazem da Giralda o monumento mais espectacular de toda a cidade de Sevilha.


13.30 O REAL ALCAZAR

Depois de uma duradoura e atenta visita à catedral e ao seu impressionatemente rico tesouro, mudámo-nos para o também famoso e também impressionante Real Alcazar.

Este palácio real, com origens também no palácio do rei nasrida Muhammad V, este palácio real teve vários acrescentos ao longo da história, conservando sempre a sua arquitectura Mudejar como o centro de toda a sua espacialidade palaciana.

Este verdadeiramente deslumbrante palácio (classificado como património mundial pela UNESCO, tal como a própria da Catedral que visitámos antes) é da mesma época do famoso Allambra de Granada (que ontem visitámos) e tem também nos seus jardins (bastante diferentes dos do Allambra) uma das principais atracções.

Românticos, misteriosos, ou grandiosos,os espaços do palácio ou dos jardins são verdadeiramente deslumbrantes.


14.30 ALMOÇO DE TAPAS SEVILHANAS

Assim que saímos de uma demorada e muito surpreendente visita ao Real Alcazar (pois foi-nos permitido visitar quase todas as portas e recantos deste imenso palácio real ... algo raro nos dias que correm em que as visitas aos monumentos são balizadas por percursos fixos e sem tempo para fruir o monumento ao ritmo de cada um) decidimos que era hora de almoçar.

Assim seguimos para a muito popular e vizinha Calle Mateos Gago e sentamo-nos num dos muitos bares de tapas sevilhanas. A ementa foi dominada por muitas bebidas e águas (pois as temperaturas já ultrapassavam os 40º C, tal como no dia anterior) e por uma selecção de tapas sevilhanas que fizeram desta última refeição em terras de Espanha um verdadeiro festival gourmet.


16.00 BAIRRO DE SANTA CRUZ

Foi debaixo de um calor abrasador que nos aventurámos depois de um almoço de qualidade superior e preço inferior, pelo mítico e muito mágico Bairro de Santa Cruz.

No emaranhado de ruas estreitas encontramos prédios de habitação com uma arquitectura decorada com cores, formas, azulejos e gradeamentos absolutamente sublimes. Todo este ambiente, em conjunto com o excesso de calor e as muitas e com as inúmeras pequenas praças, que pontuam o bairro, recheadas de pequenas laranjeiras e fontes mouriscas do século XIX, são um dos mais bonitos e inacreditáveis momentos de toda a viagem.

O esplendor da cidade de Sevilha atinge o seu pico neste simples bairro recheado de palácios e de casas pátio, de igrejas e secretos recantos e de histórias para contar.


17.00 ÁGUA DE SEVILHA

É no emaranhado destas ruas que encontramos a nossa última paragem desta Aventura Ibérica: a charmosa Água de Sevilha.

Esta loja e marca de perfumes feitos à base da água de laranjeira tem a elgância e a capacidade de sintetizar em padrões contemporâneos de boa moda e de bons acessórios a fusão cultural que alimenta a identidade da cidade de Sevilha. Com o exotismo árabe e a sofisticação familiar ocidental fundidas, a Água de Sevilha continua um dos clássicos desta cidade que surpreende sempre a cada visita que lhe fazemos.

Independentemente da sua idade a água de Sevilha é um dos recuerdos mais clássicos e com mais estilo que se pode comprar para perpetuar a memória desta espectacular Aventura Ibérica.


17.30 DE VOLTA A PORTUGAL

Regressados ao carro partimos em direcção a casa, não deixando de passar de carro por três outros monumentos essenciais numa visita a Sevilha: a grandiosa Plaza de España, a enigmática Torre de Ouro e a mítica Plaza de Touros de la Maestranza.

O caminho faz-se todo por auto-estrada directamente até Lisboa, sob uma ideia de nostalgia de momentos vividos nestes últimos 10 dias.

Aqui trouxemos tudo em directo da melhor forma que conseguimos, mas ainda faltam alguns truques e detalhes que deixámos para revelar depois do final da viagem. Estes detalhes e truques fizeram toda a diferença nesta viagem, tornando-a numas férias cheias de estilo e com um custo veerdadeiramente Low Cost.

Assim este fim-de-semana voltamos para revelar estes truques e segredos ... até lá as novidades de estilo voltam já amanhã ... como sempre ... aqui no ... And This is Reality!

AVENTURA IBÉRICA - DIA 9


O dia de hoje foi marcado por dois factores bastante grandes e pesados: Uma desilusão e um calor extremo e verdadeiramente anormal.

Da desilusão falaremos mais à frente, mas do calor é algo que falaremos desde já. Com um acordar a mais de 1000 m de altitude, numa cabana em plena Sierra Nevada, o nosso pequeno almoço foi numa mesa num terraço exterior já com um calor que anunciava o que se viria a passar mais tarde.

Durante todo o dia, o Sol e o calor foram uma constantes, mas na altura de pico seguramente estiveram mais de 45º C. Este foi um factor bastante importante e que determinou bastante todo o ambiente de cansaço e de verdadeiro esforço físico para ver todos os monumentos a que nos tínhamos proposto neste dia.


11.00 LA ALLAMBRA

Depois de descermos a serra por uma estrada cenicamente espectacular e cheia de curvas, dirigimo-nos directamente para o grande símbolo da cidade de Granada e de toda a Andaluzia: o complexo de palácios árabes La Allambra.

Património Universal da UNESCO, este complexo de palácios árabes trouxe a grande desilusão do dia: depois de bastante tempo na fila para comprar os bilhetes de entrada, é-nos anunciados que os bilhetes que permitem a visita aos interiores do antigo Palácio Real Allambra estão esgotados para todo o dia (deveríamos ter comprado por internet com alguma antecedência informa-nos a senhora da bilheteira), restando os bilhetes para visitar os famosos jardins, o Generalif (a casa de verão do Palácio) e a fortaleza árabe de Alcazaba.

Ao fim de quase uma hora na fila a decisão de comprar o bilhete secundário foi tomada a custo e com pouco convencimento.

Depois deste episódio inicial menos feliz, a visita a estes verdadeiros monumentos da herança árabe andaluza foi verdadeiramente espectacular (tendo ainda assim deixado um sabor amargo, pois o mais espectacular dos edifícios do complexo não o conseguimos ver). Os jardins são verdadeiramente mágicos, o Generalif (na foto) é um pequeno palácio árabe de arquitectura Mudéjar, onde a magia da água e a presença da arde de construir de uma cultura familiar, mas ligeiramente exótica, nos encantam em cada recanto e a visita à fortaleza de permite vistas absolutamente espantosas e de tirar o fôlego sobre a cidade velha de Granada.

Foi uma manhã e início de tarde bastante bem passados!


14.30 CENTRO GRANADA

Ao de sairmos do complexo do La Allambra dirigimo-nos com o carro para o centro histórico para o visitar.

Por baixo de um calor verdadeiramente infernal (apenas para dar o exemplo, a fotografia de abertura deste dia foi tirada às 17.30 da tarde) rumamos em direcção à catedral para a visitar.

Por ruas estreitas e labirínticas chegamos à Plaza Nueva que marca o centro da cidade antiga de Granada. Esta praça é ladeada por edifícios com uma arquitectura rebuscada e com um ambiente bastante simpático.

Mesmo ao lado desta praça fica então a muito elegante e muito renascentista catedral de Granada. Com a sua tipologia de Igreja Salão, com os seus dois órgãos barrocos e com o seu altar mor de estilo rococó bastante simplificado, esta é uma igreja que vale a pena visitar.


18.00 A CAMINHO DE SEVILHA

Voltando para o carro por baixo de um calor incrível para a hora do dia (45º C), fazemo-nos à estrada em direcção à capital da região andaluza: a bela e mágica cidade de Sevilha.

As paisagens dos olivais imensos e infindáveis vão dando lugar de forma gradual a vinhedos e a pomares e depois a imensos campos de cereais cultivados. As montanhas do maciço da Sierra Nevada vão desaparecendo, dando lugar a imensas planícies. O calor, por mais que as horas passem, não deixa de aumentar.


20.30 SEVILHA E A CASA DEL BUENA VIAJE

Chegados a Sevilha é para a Casa del Buena Viaje, em pleno bairro de Santa Cruz que nos dirigimos.

Esta casa, gerida pela simpática Margot (uma francesa que há muitos anos se mudou para Sevilha por paixão), é uma verdadeira e autêntica casa pátio em pleno bairro de Santa Cruz. Com quartos decorados com mobiliário de época, com um verdadeiro e autêntico pátio andaluz no centro da casa e uma simpatia contagiante, este foi o excelente local que encontrámos para pernoitar nesta última noite desta Aventura Ibérica.


22.00 O JANTAR

Ainda sob uma temperatura elevada dirigimo-nos da Casa del Buen Viaje para a Bodega El Troboso para jantarmos algumas das especialidades locais.

Depois de algumas entradas características da Andaluzia (entre as quais o famoso Gaspacho Andaluz) a escolha recaiu para uma fritada mista de peixes. Esta especialidade de Sevilha é feita nesta tradicional Bodega, de uma forma espectacular. Quer sejam camarões, quer sejam pequenos linguados, quer sejam pequenos nacos de bacalha fresco, a textura, o sabor e a leveza deste peixe frito é absolutamente digna de uma refeição dedicada a ele.


23.00 LA CARBONERIA E O PASSEIO NOCTURNO

Depois de jantar dirigimo-nos a pé para um dos bares de flamenco e de sevilhanas mais conhecido da cidade: a La Carboneria (Calle Levies, 18).

Este bar, apesar de ser uma terça-feira à noite, situa-se numa antiga carvoaria do bairro de Santa Cruz, que está conservado de forma exemplar e está decorado por quadros, quer históricos quer modernos, que lhe garantem um ambiente verdadeiramente único na cidade. Tudo isto é complementa do por acordes de um flamenco informal, que concentram as atenções de todos (e eram muitos) os que estavam neste bar.

Depois de ouvirmos alguns acordes, e porque não conseguimos lugar para estarmos, de tão cheio que estava (pois o espectáculo, que também inclui, na primeira parte as famosas danças sevilhanas - que nós já não apanhámos - tinha começado às 22.00), decidimos dar um pequeno passeio pelo centro histórico da cidade e terminar o dia de hoje para nos prepararmos para o último dia desta nossa Aventura Ibérica.

Quase a terminar ... não percam o nosso relato do que vimos, fazemos e recomendamos nesta verdadeira cidade mágica do Sul de Espanha ... vamos trazer tudo em directo ... aqui ... amanhã!

AVENTURA IBÉRICA - DIA 8


O dia de hoje, segundo os nossos planos, é um dos dias mais preenchidos desta viagem. Depois de chegarmos a Madrid ontem, ainda falta muito que ver ... e pela noite temos de rumar ao nosso novo destino: Granada.

Rumo ao Sul vamos em direcção a mais um destino de "nuestros hermanos" com muito charme e uma surpresa no nosso alojamento para pernoitar ... mas disso falaremos mais à frente.


10.30 CHUECA

Depois de um pequeno almoço continental servido num dos salões da Casa de Madrid, e depois de fazermos e arrumarmos as malas, saímos em direcção ao nosso intenso percurso madrileno de hoje.

O primeiro destaque vai para o Bairro de Cheuca (onde ontem jantámos maravilhosamente) bem no centro de Madrid.

Este é um bairro muito especial do centro da Capital espanhola, pois é conhecido essencialmente por ser o bairro gay da cidade. Com lojas animadas e alternativas, cafés e bares e restaurantes para todos os gostos e um ambiente urbano bastante animado, este foi um inicio de dia.


11.45 PLAZA DE COLÓN

Depois de algumas voltas entre as ruas comerciais mais movimentadas do bairro de Chueca (Calle Hortaleza e Calle Fuencarral), seguimos até ao final destas ruas e virámos à esquerda descendo até à famosa Plaza Colón.

Esta monumental praça separa o famoso Passeo de la Castellana do Passeo Recoletos e tem uma monumentalidade bastante própria das praças dos anos 1970. Com uma gigantesca bandeira nacional de Espanha, uma estátua de Cristovão Colombo no centro e um centro cultural subterrado por de baixo das faixas de rodagem dos carros e das imensas zonas pedonais ... este é um ponto interessante para fazer a charneira entre o muito especifico bairro de chueca e o nosso próximo passo neste percurso madrileno de hoje.


12.15 BAIRRO DE SALAMANCA

Atravessando o Passeo de Recoletos para o outro lado entramos no muito chic e exclusivo Bairro de Salamanca.

É neste bairro que as principais e muito tradicionais famílias madrilenas vivem e, essencialmente, fazem as suas compras. Com uma estrutura de ruas perpendiculares e prédios com uma arquitectura bastante trabalhada, ao estilo do século XIX, este é o bairro onde se encontram todas as grandes lojas das grandes marcas internacionais.

Foi por aqui que nos demorámos um pouco, passeando pelas ruas, mas percorrendo essencialmente as duas principais avenidas: Calle Serrano e Calle Velasquez.


13.30 PUERTA DE ALCALÁ

No final da Calle Serrano situa-se o próximo monumento que visitámos: a Puerta de Alcalá.

Este monumental arco marca um dos principais pontos da cidade de Madrid. Em pleno Bairro de Salamanca, a puerta de Alcalá é um verdadeiro Arco de entrada na cidade, com estilo arquitectónico barroco, marcando o local primitivamente se situava uma das principais portas da cidade de Madrid.


13.45 PARQUE DEL BUEN RETIRO

Foi em plena Puerta de Alcalá que entrámos no conhecidíssimo Parque de Buen Retiro.

Servindo originalmente de jardins reais ao vizinho Palácio do Prado (actualmente o principal Museu da cidade), este parque urbano de princípios do século XIX assume-se como um dos principais locais de passeio e de diversão ócio dos madrilenos.

Apesar do forte calor que se faz sentir, este é o espaço eleito para os madrilenos que ainda permanecem na cidade para passarem estas horas de calor.


14.15 MUSEU DEL PRADO

Mesmo ao lado do Parque del buen retiro fica o Museu del Prado onde fomos a seguir.

Apesar da hora avançada decidimos entrar e visitar a magnífica exposição temporária (pois não tínhamos tempo de revisitar a magnífica exposição permanente deste renovado museu) que estava patente: El Ultimo Rafael. Fazendo jus à fama de ser um dos principais museus do mundo, esta exposição é verdadeiramente uma exposição a não perder (para o caso de algum dos nossos leitores se deslocar até cá até ao dia 16 de setembro).


15.30 LOS GATOS

Saídos do Museu del Prado, atravessamos o verdejante Passeo del Prado, circundamos a lindíssima e muito bem cuidada Plaza Neptuno e rumamos até ao nº 2 da Calle Jesus para almoçar na afamada taberna Los Gatos.

Aqui não pudemos de deixar de provar algumas das especialidades da casa e que são tão típicas de Madrid. O nosso destaque vai para uma fabulosa e absolutamerte divina tortilha de batata. Tão característica de Madrid, esta tortilha de batata é de facto uma das melhores que provámos até ao momento ... vale a pena o almoço apenas para provar esta maravilha da cozinha típica desta muito pitoresca Tasca Madrilena.


16.30 CIBELES

De volta ao Passeo del Prado, subimos em direcção à mais conhecida praça de Madrid: a Plaza de Cibeles.

Tendo no centro da praça uma estátua da deusa Cibeles (deusa designada como "Mãe dos Deuses") numa carruagem, no centro de uma fonte (desenhada Gutiérrez Arribas em finais do século XVIII), a monumentalidade da praça é feita, não só pela fonte do centro, mas também pelos edifícios que delimitam a praça.

O Banco de Espanha, O Palácio das Comunicações (ou como é conhecido vulgarmente conhecido pelos Correos)e a Fundação das Américas fazem um enquadramento monumental a esta praça que a tornam única no contexto desta cidade e mesmo de toda a Espanha.


16.45 GRAN VIA

Mesmo ao lado da Plaza de Cibeles: começa outro dos símbolos da cidade: a Gran Via. Foi para lá que nos dirigimos a seguir.

Sendo encarada como a avenida mais icónica de toda a capital moderna, esta avenida concentra um movimento de pessoas e de carros que a tornam muito especial. Um dos edifícios momentos mais marcantes desta avenida é o edifício Metropolis logo no inicio da famosa avenida. este monumento arquitectónico assume-se como o símbolo da avenida e tornou-se uma das imagens de marca de toda a cidade, graças à sua espectacular e muito refinada arquitectura civil.


17.45 DE NOVO A CAMINHO

De volta ao hotel, voltámos a entrar no carro e começámos a dirigir-nos para Sul rumo à muito mourisca Granada.

Com uma paisagem de culturas e de imensas planícies, depois de sairmos da Comunidade de Madrid voltamos a estar em terras de La Mancha. As grades paisagens rurais, cultivadas extensamente formando um mosaico de cores bastante espectacular, esta foi uma paisagem bastante interessante e relaxante que nos retirou do contexto urbano onde estávamos e nos transportou para um novo contexto - o mundo de Dom Quixote e Sancho Pança.


18.45 OS MOÍNHOS DE LA MANCHA

Foi exactamente por caminhos de Dom Quixote que nos dirigimos para a pequena localidade de Campo de Criptana.

É aqui que estão um dos maiores símbolos de toda a comunidade de Castilla La mancha - Os Moinhos de Dom Quixote de La Mancha.

Esta popular personagem de Cervantes tem um dos seus mais icónicos momentos passados nesta pequena e muito rural localidade ... a luta contra os gigantes que o fiel amigo Sancho Pança avisa (muito lucidamente) que são Moinhos.

Assim não poderíamos passar por este território sem desviarmos um pouco da auto-estrada e irmos visitar os últimos 10 (de um conjunto de 31) moinhos que existiam na altura desta histórica obra da literatura mundial. É um cenário mágico, desértico e bastante dramático plasticamente o que é oferecido por esta visão. A simplicidade destes "gigantes" de barro e tijolo, no meio da paisagem semi desértica no alto dos montes é verdadeiramente um momento especial.


21.00 A CABANA NO MEIO DA SERRA

Voltando de novo à esgtrada rumámos directos a Granada e ao nosso muito especial alojamento de hoje: uma Cabana a 15 quilómetros do centro da cidade, em plena Sierra Nevada.

Depois de combinarmos com o dono num cruzamento de estrada (o simpático Jaime), seguimos a sua carrinha por meio de caminhos de terra penetrando bem no meio da Sierra Nevada para irmos ao encontro de uma encantadora e muito bem decorada Cabana de Madeira, perdida no meio da Serra, com impressionantes vistas e uma decoração e equipamento irrepreensíveis.

É mais um alojamento verdadeiramente mágico nesta nossa Aventura Ibérica ...

Por agora terminamos o relato do dia de hoje mesmo antes de irmos jantar numa mesa de madeira no terraço exterior da casa e de nos espreguiçarmos numa cama ao ar livre a desfrutarmos de uma vista única sobre a serra.

Amanhã vamos dirigir-nos ao centro da cidade de Granada e visitar um dos monumentos mais icónicos de todo o Sul de Espanha, antes de nos dirigirmos ao próximo destino ... mas disso falaremos amanhã.

Até lá ... nós vamos desfrutar deste verdadeiro refúgio com muito estilo no meio das montanhas (e de uma noite de 32º C em plena montanha ... o que é raro) e de um jantar que promete ser verdadeiramente mágico!

AVENTURA IBÉRICA - DIA 7


Neste nosso sétimo dia de Aventura Ibérica, conforme tínhamos anunciado ontem, deixámos para trás e rumamos ao nosso próximo destino - Madrid.

Levantando-nos cedo e arrumando as malas deixámos o nosso apartamento em pleno bairro do Raval e pusémo-nos à estrada.


10.30 ESTRADA

No nosso caminho rumo ao centro da península ibérica a evolução das terras com nomes familiares foram-se sucedendo, mas resistimos à tentação de sairmos da auto-estrada e visitarmos os vários centros históricos. Tudo por um objectivo maior: chegar a Madrid a horas de visitar o centro histórico.

Outro aspecto a salientar da longa viagem que fizemos foi a evolução da paisagem que nos enquadrava o caminho. De uma Catalunha mais verde e cultivada e com uma paisagem mais organizada passamos rapidamente pela região de Aragão e rumamos rapidamente para a famosa e muito mítica região de Castilha la Mancha.

Com as suas terras cor de laranja, os seus maciços rochosos despidos de qualquer vegetação e as suas planícies cujo horizonte a perder de vista, a paisagem envolvente da auto-estrada torna-se um elemento importante de toda esta viagem.

Plástica e esteticamente é um dos cenários naturais mais impactantes de toda a viagem.


17.00 MADRID

Depois de uma pequena e paragem na conhecida cidade de Guadalajara para um almoço de tapas rápidas e depois de dar umas voltas em pleno centro de Madrid para encontrarmos a rua exacta do hotel entre tantos sentidos proibidos, lá chegamos ao nosso destino de Hoje: a Casa Madrid.

Este pequeníssimo hotel de charme, situado no coração de Madrid (pois a Casa Madrid situa-se em plena praça da Ópera), com apenas 8 quartos, todos com decorações temáticas diferentes (escolhemos o quarto "Japão" e o quarto "Folhas de Abril"), tem o charme de um antiga e extremamente bem decorada, em estilo novecentista (mas com todas as comodidades modernas) de um luxo e de um requinte digno dos grandes pequenos hotéis de charme de topo mundial.


18.00 PALÁCIO DA ZARZUELA

Feito o registo, estacionado no carro (no pátio do edifício), e visitado todo os salões do hotel, rumámos ao primeiro monumento a visitar: o Palácio Real da Zarzuela.

Residência oficial dos Reis de Espanha desde o século XVII, este magnífico e espectacular palácio, situado na muito verdejante Plaza del Oriente, assume-se como um dos pontos mais monumentais e simbólicos da cidade de Madrid.


18.30 CATEDRAL DE ALMUDENA

Mesmo em frente à entrada principal do Palácio situa-se a Catedral de Madrid.

Com o inicio da sua construção em finais do século XIX, a sua construção apenas foi finalizada em 1993. Um dos factos curiosos sobre este monumento é o facto de ter sido o local escolhido para o casamento do herdeiro da coroa espanhola Felipe de Bourbon e Letizia.

Sem a espectacularidade das catedrais góticas dos outros dias anteriores, esta igreja não deixa de ser um local interessante para visitar em Madrid.


19.00 TEATRO REAL DE MADRID

Outro dos edifícios que se situam a dois passos deste núcleo monumental é o Teatro real de Madrid.

Com a sua construção iniciada por decreto real em 1850, a conclusão da sua obra foi feita pelo General Franco, em 1969, para albergar o mítico Festival da Eurovisão, aquando da vitória de Espanha deste conhecido (e muito popular à época) concurso europeu.

A sua fachada principal vira-se para uma pequena praça vizinha da Plaza del Oriente, cujas construções envolvente, dimensões e esplanadas lhe conferem um charme muito particular.


19.15 MADRID DOS ÁUSTRIAS

Da praça da Ópera rumamos ao centro histórico de Madrid, cuja construção é ordenada durante a dinastia dos Habsburgos (ou dos Áustrias, como eram conhecidos na altura pelos espanhóis, dando assim nome ao Centro Histórico).

Num emaranhado de ruas estreitas e de pequenas pracetas, cheias de histórias e de grandes acontecimentos, este bairro (que se estende desde a Plaza de la Vila até às famosas Puertas del Sol) aglotina um conjunto de igrjas, conventos, pequenos palácios e casas nobres que fazem deste bairro um dos mais interessantes para visitar na capital espanhola.

Um dos pontos mais interessantes é o Palácio do Ayuntamiento (na foto) com um estilo bem barroco e com um estado de conservação e autenticidade arquitectónica bastante bons.

Outro dos pontos obrigatórios de passagem deste Madrid dos Áustrias é o renovado e muito trendy Mercado de San Miguel (na foto de topo deste dia), onde se podem provar várias iguarias Madrilenas e entre as quais os tradicionais Churros com Chocolate (verdadeiramente bem feitos e dignosd de menção).


19.45 PLAZA MAYOR

Mesmo ao lado do Mercado de San Miguel fica a monumental Plaza Mayor de Madrid.

Com os seus restaurantes nas caves (as conhecidíssimas Cuevas Madrileñas) e as suas esplanadas e lojas históricas no centro da praça, tornam esta uma das mais conviviais e uma das mais simpáticas e belas localizações para tomar um copo de fim de tarde.


21.00 PUERTAS DEL SOL

Depois de um pequeno percurso a pé e já refrescados com umas bebidas bem geladas neste fim de tar com 29º C rumámos ao centro popular da cidade: as Puertas del Sol.

Esta praça é o actual centro civico da cidade e concentra dois aspectos bastante interessantes desta cidade.

O primeiro a destacar é o ponto zero dos quilómetros das estradas de Espanha que se situa no centro desta praça. Todas as estradas que saem radialmente de Madrid em direcção às várias provincias de Espanha têm os seus quilómetros de distância medidos ao centro das Puertas del Sol de Madrid.

Outro dos aspectos curiosos desta praça é o relógio que se situa no edifício oitocentista que hoje alberga a sede do governo da região de Madrid. Este relógio, não só marca a hora oficial de Espanha como essencialmente é o ponto de encontro de todos os madrilenos na noite de fim de ano, assinalando a passagem de ano de toda a Espanha.


22.00 JANTAR

Subindo até à praça de Calao, e descendo um pouco da famosa Gran Via, entramos no animado bairro de Chueca em busca de um restaurante para jantarmos.

Depois de um passeio pelas animadas ruas (cheias de lojas e bares e restaurantes, uns mais tradicionais, outros mais temáticos e outros cheios de design) escolhemos o muito trendy Bazaar (Calle Libertad, 21).

No seu interior o branco é a cor dominante a decoração é de um bom gosto evidente e indiscutível. O ambiente é marcado (como em todo o bairro) por uma atmosfera mista entre casais e grupos de amigos. A abundante presença de gays é uma constante em todo o bairro e também neste simpático e muito sofisticado restaurante.

Depois de pedirmos um Folhado de pato com figado de ganso, uns polvinhos de caldeirada madrilena e um bife de boi em vinha de alhos com puré de batata e alhos chegou o momento alto da noite: as sobremesas!

Com uma apresentação irrepreensível, uma sofisticação de paladares e texturas única e uma reinvenção dos tradicionais doces madrilenos para uma cozinha de autor mais contemporânea, as três sobremesas que pedimos estavam todas deliciosas.

Deixamos aqui a fotografia da nossa sugestão: uma sopa de frutas em doce de leite com caramelo. Absolutamente divinal!

Porque o dia de amanhã vai estar recheado de visitas, e porque o dia de hoje já vai longo dirigimo-nos a pé para a fabulosa Casa Madrid para nos sentarmos ainda numa sala privada que temos para os nossos dois quartos e assim encerrarmos a noite com uma boa dose de conversa entre amigos.